Cinema Críticas

Crítica: The Devil Has a Name (2019)

The Devil Has a Name Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE DEVIL HAS A NAME!

Uma psicótica matriarca do petróleo expõe a sua empresa enquanto enfrenta um agricultor de temperamento difícil após este descobrir que a fonte de água do seu cultivo está contaminada por essa mesma empresa. The Devil Has a Name é realizado pelo adorável ator Edward James Olmos e tem um elenco de luxo invejável; no entanto, é um filme que embora tenha boas intenções espalha-se completamente no seu objetivo, tornando-se uma película chata, incoerente e sem substância.

The Devil Has a Name Critica de Cinema

Por muito que o elenco seja extremamente competente, começando por David Strathairn no papel principal e terminando em Pablo Schreiber num registo peculiarmente engraçado, The Devil Has a Name é um filme inconsistente e que age como uma tentativa frustrada de elucidar para os malefícios do corporativismo industrial e o seu impacto nos negócios particulares. As personagens são demasiado estereotipadas e pouco credíveis, para além de uma narrativa que não tem os pés bem assentes naquilo que pretende transmitir.

Outra questão complicada que o filme não consegue definir é o seu género. Tanto tenta ser dramático quanto uma comédia fácil e a simbiose dos dois não funciona nem assenta na temática de The Devil Has a Name. Mesmo que tenha o coração no sítio certo, o filme atrapalha-se nas ligações entre personagens e torna-se caricatural à medida que avança, nunca tratando a sua temática com a seriedade que merece.

The Devil Has a Name Critica de Cinema

A própria realização de Olmos é trapalhona em conseguir articular eventos e o argumento é demasiado disperso e os ensinamentos perdem-se rapidamente. Numa era em que o cinema interventivo é fulcral para salvar o planeta e para elucidar o maior número de população para os perigos constantes da industrialização, The Devil Has a Name falha redondamente em conseguir marcar pela diferença. Adotar um enredo satírico pouco credível ou pouco substancial faz com que o filme caia numa ridicularização desnecessária.

Como mencionado acima, The Devil Has a Name também se torna disperso e incoerente na sua abordagem. O enredo não sabe realçar devidamente as personagens e inseri-las em contextos que façam sentido, preferindo apostar no talento performativo e não na atribuição de camadas às personagens. Portanto, evitem The Devil Has a Name e dediquem-se a cinema muito mais recheado de lições morais.

The Devil Has a Name Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: O Diabo Tem Um Nome

Título Original: The Devil Has a Name

Realização: Edward James Olmos

Elenco: David Strathairn, Kate Bosworth, Chivonne Michelle, Alfred Molina, Rob Moran, Sal Lopez, Edward James Olmos, Haley Joel Osment, Kathleen Quinlan, Martin Sheen, Pablo Schreiber.

Duração: 97 min.

Trailer | The Devil Has a Name

Comments