Cinema Críticas

Crítica: A Babysitter’s Guide to Monster Hunting (2020)

A Babysitters Guide to Monster Hunting Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE A BABYSITTER’S GUIDE TO MONSTER HUNTING!

Baseado na saga de livros de Joe Ballarini (e adaptado para cinema pelo mesmo), A Babysitter’s Guide to Monster Hunting pode ser o início de um novo franchise cinematográfico muito ao estilo de Goosebumps. Tal como o nome indica, Kelly é uma babysitter que vê a criança que está a tomar conta a ser raptada por monstros e necessita de a salvar. A história pode parecer ridícula (e na verdade é), mas tem um sentido doce para trazer novamente o carisma das aventuras monstruosas que fizeram parte da geração de 90.

A Babysitters Guide to Monster Hunting Critica de Cinema

 

Sempre fui um fã de Goosebumps, mas nunca conheci esta saga literária de A Babysitter’s Guide to Monster Hunting. A história é mesmo parola e, inclusive, a sua versão cinematográfica que nos chega via Netflix é, também ela, parola ao máximo. O talento performativo em geral é praticamente nulo, o tom cómico é pouco reincidente no público e a narrativa é pobre e aclichezada a todos os momentos. Não há muito de substancial a reter desta história, especialmente porque pouco acontece no filme de relevante e/ou interessante.

A verdade é que A Babysitter’s Guide to Monster Hunting tem um único aspeto adorável que é ver Tom Felton a ser novamente um vilão carismático, ainda que o seu estudo durante o filme seja frágil e incompetente. Mas, ainda assim, um prazer vê-lo a regressar às origens que o consagraram no cinema e o talento está ali, definitivamente. Mas todo o resto em A Babysitter’s Guide to Monster Hunting é mesmo terrível e o elenco é tão mau que o nosso interesse e investimento no mesmo vai desvanecendo rapidamente. Talvez a opção de utilizarem um argumentista diferente do que o próprio criador das obras trouxesse melhorias significativas…

A Babysitters Guide to Monster Hunting Critica de Cinema

E muito disto deve-se ao facto de A Babysitter’s Guide to Monster Hunting ser uma obra que não consegue apostar um pouco mais numa seriedade que era essencial para a temática ter um pouco mais de força. Os monstros são tão pouco credíveis que a nenhuma altura o espectador (seja novo ou não) fica a temer pela vida dos protagonistas. Portanto, este é um filme feito para massas e sem grande carisma e podem evitá-lo e verem algo muito mais cativante e assustador durante este Halloween.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: O Guia da Babysitter para Caçar Monstros

Título Original: A Babysitter’s Guide to Monster Hunting

Realização: Rachel Talalay

Elenco: Tamara Smart, Oona Laurence, Tom Felton, Troy Leigh-Anne Johnson, Lynn Masako Cheng, Ty Consiglio, Ian Ho, Indya Moore.

Duração: 98 min.

Trailer | A Babysitter’s Guide to Monster Hunting

Comments