Cinema Críticas

Crítica: Books of Blood (2020)

Books of Blood Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE BOOKS OF BLOOD!

Agora que estamos a chegar ao Halloween, o mês de outubro está reservado para os filmes de terror. E a nova entrada desta semana é da Hulu e tem o nome de Books of Blood. Este é um filme que junta três histórias: a de Jenna, Miles e Bennett que, aparentemente, são personagens desconexas mas que, de alguma forma, se intercalam. Todos estão envolvidos em contos de terror verdadeiramente perturbadores.

Books of Blood Critica de Cinema

Da mente de Brannon Braga, que os fãs da série Salem conhecem bem, Books of Blood é um filme que não é muito equilibrado na mensagem que pretende transmitir. Há que dar um certo mérito à sua estrutura, mas o resultado acaba por ser demasiado previsível e carece visualmente de elementos que não pareçam plásticos. No elenco, vemos Britt Robertson, Freda Foh Shen, Nicholas Campbell, Rafi Gavron, Anna Friel e Yul Vazquez; nomes que podem não ser muito sonantes para o leitor, mas que já têm algum histórico em Hollywood. Mesmo que Books of Blood não seja extraordinário (longe disso até…), não deixa de ter alguns aspetos interessantes.

Como referi anteriormente, a estrutura do filme suscita alguma curiosidade e o argumento acaba por as unir a certo ponto de forma hábil e despretensiosa. Para além disso, há alguns momentos que são capazes de nos provocar algum desconforto, ainda que tudo seja demasiado infantilizado a longo prazo. É precisamente com esta falha grave que Books of Blood perde e fica sem o carisma que gostaria de ter desde o início. Por muito que se tenha um elenco competente e uma ideia até engraçada, a execução e os momentos precisam de se desenrolar de forma natural e madura que, neste caso em particular, não consegue.

Books of Blood Critica de Cinema

Tudo é extremamente plastificado, especialmente alguns dos visuais. Quebra com uma identidade que o filme procura desalmadamente encontrar e torna-se demasiado previsível e, nalguns aspetos, pouco justificativo e, por isso, Books of Blood não consegue surpreender. Mas a verdade é que há sempre algo de interessante a reter de Books of Blood e, mesmo que não seja uma preciosidade, as características mais icónicas do trabalho de Clive Barker está mesmo lá nas entrelinhas. O cinema de terror é extremamente complexo de conseguir agradar a todos. Enquanto uns preferem visuais aterradores, outros já gostam de uma história dramaticamente mais assustadora, e ainda assim existem outros que gostam sempre de um bom jump scare. Quer se ame, ou se odeie, Books of Blood podia ser algo mais do que conseguiu alcançar, mas tem sempre um aspeto engraçado aqui ou acolá que pode agradar a alguém.

Portanto, se tiverem curiosidade espreitem Books of Blood mas não esperem algo de magnífico.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Livro de Sangue

Título Original: Books of Blood

Realização: Brannon Braga

Elenco: Britt Robertson, Freda Foh Shen, Nicholas Campbell, Anna Friel, Rafi Gavron, Yul Vazquez, Andy McQueen.

Duração: 107 min.

Trailer | Books of Blood

Comments