Mini-Reviews TV TV

3% – Series Finale – 4ª Temporada

3% Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE 3%!

A aposta brasileira da Netflix chega ao fim e, apesar de imensos defeitos, não deixa de estar algo superior à sua anterior. Michele e companhia tentam engendrar um plano para derrubar o Maralto e enviam Xavier como infiltrado. Claro que os planos não correm como o esperado e os heróis encontram-se numa luta pela sobrevivência para escapar da tirania dos líderes do Maralto.

3% Series Finale

O MELHOR:

Nesta temporada de 3%, a série conseguiu, de alguma forma, voltar um pouco às suas origens e fortalecer a sua mensagem inicial de “abaixo com o sistema”. É também interessante a forma como as “bocas” são mandadas em tom suave, como se 3% se tratasse duma versão num-futuro-não-muito-longínquo do estado atual do Brasil. Há toda uma tentativa engraçada de reforçar a polarização das classes sociais e de um grito de revolta que está pendente nas raízes culturais da série.

O novo vilão, interpretado por Bruno Fagundes, é também carismático e os seus momentos em câmara rompem com quase todos os defeitos circundantes que a série, infelizmente, não conseguiu superar na totalidade. Há também um upgrade nos momentos de tensão que ajudam a dar um envolvimento mais próximo para o espectador, ainda que isto não seja suficiente para ilibar 3% naquilo que se tornou.

3% Series Finale

O PIOR:

Mesmo com algumas melhorias, 3% ridiculariza-se bastante ao não conseguir narrar a sua história com credibilidade.

O argumento espalha-se constantemente e, pior do que isso, os atores muitas vezes não conseguem ajudar… aliás, prejudicam ainda mais a situação. Seja pelas expressões pouco credíveis de Bianca Comparato ou Vaneza Oliveira, 3% proporciona gargalhadas muito genuínas quando tenta puxar pelos seus atores demasiado imaturos. Claro que há sempre um ou outro que se escapa, mas ainda assim, é quase como se estivéssemos a rever o precioso acting de New Wave no ecrã.

Outra questão que não ajuda em nada é a série ter-se prolongado mais do que devia. Começou a dispersar e a permitir que enredos secundários interferissem com a narrativa principal e isso é patente à medida que os episódios vão avançando. Mesmo que a tentativa de recuperar a essência original tenha dado um pouco de graça a esta temporada final, já não foi a tempo de a salvar. Quando começou, 3% era clara e violenta (em doses moderadas), revelando as fragilidades do controlo governamental e o desespero por uma vida melhor. Esta característica deu-lhe a vantagem de se destacar de séries semelhantes e de construir os seus próprios alicerces; agora, 3% entrou em exageros e “empates” e removeu o carisma das suas personagens e colocou-as numa missão que já devia ter acontecido há bastante mais tempo. O timing não foi o melhor e a série decaiu imenso de qualidade.

3% Series Finale

Ainda assim, para quem a acompanhou até agora, pode ficar ligeiramente agradado por a série ter melhorado alguma coisinha…

Estado da Série: TERMINADA

Leiam a nossa Mini-Review anterior de 3% aqui.

  0 45 100 1

45%
Average Rating

3% chega ao fim e, apesar de ter melhorado alguma coisa em relação à temporada anterior, não deixa de ser uma série pobre na execução da sua mensagem e o seu elenco imaturo e pouco profissional também não ajuda.

  • 45%

Comments