Cinema Críticas

Crítica: Tesla (2020)

Tesla Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE TESLA!

O inventor Nikola Tesla enfrenta desafios fortes assim que inicia uma tentativa de superar o seu próprio trabalho, procurando criar uma rede de eletricidade sem fios. Com isto precisa de se relacionar com o seu rival Thomas Edison e a com a filha de J.P. Morgan. Tesla é um biográfico bastante caricato, mas que não tem muitas “faíscas” em nos conquistar. Apesar de um elenco competente, fica bastante aquém de uma profundidade necessária para criarmos empatia com as personagens e a sua própria narrativa.

Tesla Critica de Cinema

Tesla conta com Ethan Hawke no principal papel, seguido de atores talentosos, incluindo Kyle MacLachlan como Thomas Edison, e Eve Hewson como Anne Morgan. Apesar destes dois últimos serem aquilo que mais nos agarra à história, já Hawke parece demasiado “programado” na sua redenção do inventor. A estrutura de Tesla é atípica em filmes do género, já que inclui um satírico tom moderno (sim, até vemos Tesla a cantar “Everybody Wants to Rule the World”) e algumas passagens históricas de personagens envolvidas na vida do mesmo, narradas na primeira pessoa (e em tom irónico) por Anne Morgan. No entanto, apesar destas características mais out of the box, Tesla é um biográfico falhado, desprovido de emoção.

Os diálogos são extremamente densos, desinteressantes; e o filme parece ter uma dificuldade enorme em tentar parecer muito inteligente que perde noção do fator entretenimento e de envolvimento emocional com as personagens. Em nenhum momento do filme, o espectador tem noção dos backgrounds das personagens, muito menos consegue criar empatia com alguma porque elas meramente desfilam num contexto baço e sem graça ou presença. Ainda que os esforços de Hewson e MacLachlan sejam notórios, Hawke não consegue ser radical o suficiente (tal como a personagem assim o exigia) e a culpa é muito do argumento de Michael Almereyda.

Tesla Critica de Cinema

A verdade é que a narrativa é tão bizarra e tão desconceptualizada, que o filme se perde a longo prazo naquilo que pretende ser e transmitir ao público. Portanto, Tesla é um biográfico pouco envolvente e que carece de uma história com camadas, sendo frustrante na sua integridade. No entanto, possui alguns artifícios interessantes, e um look pouco convencional em filmes do género, mas nem isso o consegue salvar. Há todo um toque moderno que, ora assenta, ora não, para tentar à força toda fugir dos cânones do género, mas que, mesmo assim, não faz Tesla ser um biográfico diferente e criativo.

Pelo contrário, parece que estamos a ver uma pequena “tripe” sobre vultos icónicos que procuram encher o ecrã de luz, mas que se fica com poucas faíscas para nos encantar.

Tesla Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Tesla

Título Original: Tesla

Realização: Michael Almereyda

Elenco: Ethan Hawke, Kyle MacLachlan, Eve Hewson, Jim Gaffigan, Josh Hamilton, Lucy Walters.

Duração: 102 min.

Trailer | Tesla

Comments