Cinema Críticas

Crítica: Dil Bechara (2020)

Dil Bechara Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE DIL BECHARA!

O remake indiano de The Fault in Our Stars chegou e é tão encantador quando o seu original americano. Não sou conhecedor do talento de Bollywood, mas decidi ver o porquê da popularidade gigantesca que o filme teve por todo o mundo. Estamos a falar do filme que bateu recordes no YouTube, passando os trailers de grandes produções hollywoodescas, e um que tem um histórico trágico, tal como a sua história. Kizie Basu e Immanuel Rajkumar Junior são dois pacientes de cancro que se apaixonam e tentam viver a sua vida (e romance) dia após dia até o destino os separar novamente.

Dil Bechara Critica de Cinema

Mesmo sendo extremamente similar ao filme original, Dil Bechara tem uma energia muito menos decadente e uma aura muito mais pura e genuína que o original americano. Bebendo dos tons quentes da Índia e de todo o seu esplendor, Dil Bechara é uma explosão de cor, boa disposição e otimismo durante quase toda a sua duração. É também um filme simples e que dá um toque muito particular às suas personagens. Claro que não há muito que o distancie do original, mas há uma aura diferente que o torna ainda mais querido e adorável.

As prestações são extremamente competentes, com destaque para a estreante Sanjana Sanghi e para Sushant Singh Rajput. E, este último, tal como no filme, teve um destino trágico, já que perdeu a sua vida numa idade muito tenra, suicidando-se por enforcamento. Esta particularidade, quer queiramos quer não, ainda nos leva a criar um apego maior à personagem de Manny que, tal como em The Fault in Our Stars, é quem perde a vida no fim. Dil Bechara é o filme que o imortaliza no cinema indiano (e de todo o mundo), num registo bonito, significativo e que irá, para sempre, ficar nas memórias que o acompanharam durante a sua vida e carreira. Esta semelhança com a vida real, torna Dil Bechara um filme extremamente emocional (mais do que já pretendia ser), e faz-nos apreciá-lo ainda mais com os olhos mais abertos.

Dil Bechara Critica de Cinema

E Dil Bechara é também um filme que, mesmo não precisando de uma realização abismal, sabe trazer A.R. Rahman (o Oscarizado compositor de Slumdog Millionaire) de volta ao estrelato, com uma junção musical que, para além de ficar no ouvido e trazer as raízes indianas ao seu auge, sabe adequar perfeitamente aos momentos certos. E, claro, nada seria tão bonito e tão envolvente se os atores não conseguissem conquistar-nos desde o seu início. Embora seja um filme adolescente e um tearjerker que nunca esconde a sua intenção, Dil Bechara é aquele filme que nos leva sempre a repensar na nossa vida, de que dentro da tragédia devemos aproveitar ao máximo as felicidades, porque a vida é efémera e imprevisível.

Mesmo não sendo original no seu conceito, Dil Bechara é um filme belo, com o coração no sítio certo e que nos atinge como uma flecha no coração. Claro que é difícil distanciar as semelhanças com o filme norte-americano, mas não deixa de ser um daqueles remakes que vai ficar na nossa memória porque, mesmo que a vida seja injusta, é “seri” vivê-la como o amanhã fosse o último dia das nossas vidas.

Dil Bechara Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Dil Bechara

Título Original: Dil Bechara

Realização: Mukesh Chhabra

Elenco: Sushant Singh Rajput, Sanjana Sanghi, Sahil Vaid, Saswata Chatterjee, Swastika Mukherjee.

Duração: 101 min.

Trailer | Dil Bechara

Comments