Cinema Críticas

Crítica: Made in Italy (2020)

Made in Italy Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE MADE IN ITALY!

Todos nós temos um carinho especial por Liam Neeson. Seja pelos seus papéis dramáticos já com alguma idade como em Schindler’s List, seja pela recente veia do ator para a ação como com Taken e todos os seus afiliados. Liam Neeson é um ator respeitável e um que nos aquece o coração. No seu mais recente filme, de nome Made in Italy, Neeson contracena com o seu filho (na vida real) Micheál Richardson, numa história que tem tanto de amoroso como de pobre.

Made in Italy Critica de Cinema

Escrito e realizado pelo ator James D’Arcy (que os fãs de Agent Carter conhecem muito bem), Made in Italy é um filme que utiliza esta dupla familiar como o veículo da sua história simples, onde um pai e um filho com uma relação distante, precisam de viajar até Itália para vender uma mansão que pertencia à sua esposa/mãe, para salvar a galeria onde o mais jovem trabalha. De tom ligeiro, Made in Italy consegue captar com afinco a intimidade e química entre Neeson e Richardson, para além de ter um charme italiano especialmente bonito. No entanto, é um filme como muitos outros, sem grande novidade.

É um produto que tenta subsistir através da relação de pai e filho real e que pouco se esforça para marcar pela diferença. A verdade é que, honestamente, Made in Italy é um filme extremamente cliché, banal e sem grande entusiasmo, já que cai num argumento sem nada de novo a revelar. É uma pena, já que Neeson e Richardson se esforçam para que o filme não pareça demasiado pobre, mas a verdade é que não o conseguem salvar. Mesmo que se mude o cenário, se incuta um pouco de cultura estrangeira, isto não é sinónimo de que a película consiga destacar-se das demais. Num tom mais sério, Made in Italy é uma versão rasca de A Good Year, onde Russell Crowe se dirige a França para explorar as vinhas. Enquanto o filme de Ridley Scott consegue carismaticamente revelar as fragilidades do seu protagonista, em Made in Italy as fragilidades são utilizadas como foro cómico que, sejamos sinceros, não têm grande piada.

Made in Italy Critica de Cinema

Portanto, esta estreia de James D’Arcy na realização é ainda muito madura e, por muito boa que fosse a sua intenção, o resultado é banalíssimo e pouco entusiasmante a longo prazo. No entanto, há sempre um momento ou outro terno que nos leva a esboçar um sorriso, e muito disso é graças aos atores fabulosos que encabeçam o elenco. Mas, em geral, Made in Italy é um filme dispensável e que assenta bem como “filme de domingo à tarde”.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Em Itália

Título Original: Made in Italy

Realização: James D’Arcy

Elenco: Liam Neeson, Micheál Richardson, Yolanda Kettle, Lindsay Duncan, Valeria Bilello.

Duração: 94 min.

Trailer | Made in Italy

Comments