Cinema Críticas

Crítica: Black Water: Abyss (2020)

Black Water Abyss Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE BLACK WATER: ABYSS!

Como já mencionei aqui antes, sou um grande fã deste género de cinema, onde animais predadores perseguem humanos sem dó nem piedade. Depois do surpreendentemente eficaz Black Water, o realizador Andrew Traucki decide regressar aos répteis australianos e alterar um pouco o cenário para criar novos medos nos espectadores. Um grupo de amigos decide explorar um sistema de cavernas, mas uma tempestade encurrala-os numa lagoa dentro da gruta onde um crocodilo esfomeado habita.

Black Water Abyss Critica de Cinema

Veiculando o sucesso de The Descent, Black Water: Abyss tenta, a todo o custo, incluir na sua narrativa um misto de claustrofobia, com escuridão constante e enredos secundários (ou pelo menos um) para dar um pouco de camada às suas personagens. No entanto, o resultado é absolutamente desastroso. E porquê? Por muitas razões… mas vamos aos poucos. Em primeiro lugar, a mudança de lugar do pântano para uma caverna não é, de todo, a melhor das apostas. E devido ao fraco orçamento, Black Water: Abyss não consegue deixar o espectador receoso perante o destino das personagens (porque a atmosfera e o cenário não são suficientemente bons para o efeito) e, para piorar a situação, as próprias personagens têm a dimensão de um tijolo.

Quando um filme tem uma premissa demasiado básica, há que caprichar no desenvolvimento das personagens para que o público consiga criar uma relação empática pelas mesmas. O talento performativo, bem como os efeitos especiais, não conseguem elevar Black Water: Abyss da mediocridade, condicionando a história a uma “cópia rasca” de The Descent. O enredo é o mesmo, o cenário o mesmo, só é acrescido o crocodilo. E a verdade é que não há mesmo nada que nos cative, nem mesmo os jump scares totalmente previsíveis. Ao contrário do seu precedente, Black Water: Abyss procura ser algo mais mas simplesmente não consegue.

Black Water Abyss Critica de Cinema

O cinema com base nas fobias animais não pode contar inteiramente na sua precária história, mas deve sim enriquecer o seu ambiente, as suas personagens e criar tensão suficiente para deixar o espectador a temer pelo que vem a seguir. Não é algo extremamente difícil de entender, mas Traucki prefere manter-se imparcial e fazer um filme só por fazer. Por vezes a melhor solução é deixar de dar continuidades ou prolongar uma ideia quando ela não tem mais por onde fugir. Portanto, Black Water: Abyss é um filme abominável em muitos sentidos, e nem as sequências de suspense conseguem trazer-lhe algo de significativo.

Pena, porque continuo à espera de um filme deste género que me volte a deixar desconfortável e a temer os répteis mais perigosos da terra… mas não é aqui que o vou encontrar… de todo!

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Pântano Negro: Abismo

Título Original: Black Water: Abyss

Realização: Andrew Traucki

Elenco: Jessica McNamee, Luke Mitchell, Amali Golden, Benjamin Hoetjes, Anthony J. Sharpe.

Duração: 98 min.

Trailer | Black Water: Abyss

Comments