Cinema Críticas

Crítica: Ghosts of War (2020)

Ghosts of War Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE GHOSTS OF WAR!

Depois de ver que foi arrasado pela crítica fiquei reticente em dar uma oportunidade a Ghosts of War. Embora não seja totalmente bom (porque, de facto, não é), algo em mim faz ter um certo apreço pelo mesmo. Esta é a história de quatro soldados que, no final da 2ª Guerra Mundial, estão encarregues de salvaguardar e proteger um posto estratégico sob a forma de um chatêau francês dos nazis. No entanto, parece que este chatêau está amaldiçoado com uma presença paranormal que começa a interferir com as relações entre os soldados.

Ghosts of War Critica de Cinema

Embora tenha de o considerar um guilty pleasure, e irei justificar-me o melhor que conseguir, Ghosts of War é um misto de desilusão com uma certa compreensão. Sei que pode ser contraditório, mas Ghosts of War tem um começo extremamente competente e empolgante e, para além das prestações dos atores serem bastante boas, gosto particularmente do fluxo que o filme tem em criar uma atmosfera de terror e conjugá-la com ação intensa. E muito disto é ajudado pela realização de Eric Bress e por uma equipa que tem consciência do que pretende fazer. O maior senão é que Ghosts of War tenta ser mais ambicioso do que deveria ser.

Muito à semelhança de Overlord, Ghosts of War tem uma premissa que, a uma primeira partida é simples, mas que se vai complicando à medida que avança. E estas complicações são mesmo a downfall do filme, já que ele não sabe manter-se simples e procura ser mais do que devia. A inclusão de uma linha narrativa com base na tecnologia (e outros parêntesis dentro da mesma) estraga Ghosts of War na sua génese. O filme não consegue sobressair porque tenta misturar diversos géneros e essa ambição fá-lo empobrecer.

Ghosts of War Critica de Cinema

A verdade é que Ghosts of War, se se ficasse pela sua simplicidade lucrava mais e condensava a sua narrativa nas personagens e nas prestações dos atores. Isto é, usufruía da sua atmosfera e apostava mais na simbiose entre o terror e ação sem a inclusão de ficção científica. Mas há que dar mérito a toda a componente técnica e às performances dos atores que trazem o filme para um patamar mais elevado do que a crítica assim o pintou. Mesmo sendo um misto de desilusão com surpresa positiva, Ghosts of War não deixa de ser um serão que entretém e com algumas sequências extremamente divertidas de se ver.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Os Fantasmas da Guerra

Título Original: Ghosts of War

Realização: Eric Bress

Elenco: Brenton Thwaites, Theo Rossi, Kyle Gallner, Skyler Astin, Alan Ritchson, Shaun Toub, Billy Zane.

Duração: 95 min.

Trailer | Ghosts of War

Comments