Cinema Críticas

Crítica: Archive (2020)

Archive Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE ARCHIVE!

Um engenheiro informático tenta replicar a mente da sua esposa e transferi-la para um robô de inteligência artificial, mas os acontecimentos não correm exatamente como o esperado. Esta é a estreia no ramo das longas-metragens para Gavin Rothery que, embora ainda precise de polir um pouco o seu argumento, não deixa de surpreender na ficção científica. Archive é um registo que traz uma humanidade atípica em filmes do género, ainda que a temática seja, por si só, já repetitiva e cliché.

Archive Critica de Cinema

Com prestações carismáticas de Theo James e Stacy Martin, Archive poderia ser um dos blockbusters deste verão para todos os amantes de ficção científica. É simples, tem uma ação gradual e avalia algumas questões morais interessantes. Traz consigo também alguns toques de thriller e alguma vibe de Ex Machina. É um exercício que, em termos visuais, é extremamente competente e, o facto de a história se condensar e não ter muita necessidade de dispersar, torna-o um filme apelativo para quem procura um bom serão de sci-fi.

No entanto, Archive sofre precisamente por ter surgido numa época em que este subgénero da inteligência artificial foi explorado até à exaustão. E, mesmo sendo interessante dentro da sua temática, não deixa de parecer demasiado familiar. Sentimos que já vimos esta história vezes e vezes sem conta e, apesar de competente, Archive não é muito original nem possui um elemento que o faça destacar dos demais. É um filme bom, mas não é inovador nem criativo.

Archive Critica de Cinema

A inclusão de uma narrativa simples, onde o dilema humano entra em confronto com o da máquina é sempre uma questão importante, mas vivemos numa era em que a ficção científica necessita obrigatoriamente de apalpar terreno novo e Archive é apenas mais uma consolidação de tudo o que já vimos. É quase como estarmos a fazer uma tese sobre Ex Machina e o potencial das inteligências artificiais e Archive é um sumário de tudo o que foi abordado.

Não quero dizer que não valha a pena ver; afinal de contas, Archive ainda tem alguma emotividade embebida nas entrelinhas dos diálogos e da sua missão. Já para não falar do visual bastante interessante e das prestações porreiras dos atores. No entanto, o facto de se cingir a algo já tão vulgar, fá-lo perder força e torna-se um produto igual a todos os restantes, fazendo com que o nosso envolvimento com ele seja o mesmo do que com qualquer outro do género.

Portanto, Archive pode não ser uma obra-prima, mas é interessante e consolida todo um subgénero que está, atualmente, a ficar extremamente saturado na paisagem de Hollywood. E é também uma estreia muito boa para Gavin Rothery que merece alguma atenção depois desta entrada.

Archive Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Arquivo

Título Original: Archive

Realização: Gavin Rothery

Elenco: Theo James, Stacy Martin, Rhona Mitra, Toby Jones, Peter Ferdinando.

Duração: 109 min.

Trailer | Archive

Comments