Cinema Críticas

Crítica: Sometimes Always Never (2018)

Sometimes Always Never Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE SOMETIMES ALWAYS NEVER!

Sometimes Always Never é um filme britânico que conta com Bill Nighy e Sam Riley como protagonistas. Esta é a história de um pai negligente que tenta reatar com o seu filho após muitos anos através do dom das palavras e de umas partidas engraçadas de Scrabble. É um conto terno e adorável, mas que não se consegue destacar, ainda que tenha algumas façanhas especialmente divertidas e fora do vulgar.

Sometimes Always Never Critica de Cinema

Sometimes Always Never é um filme que tem alguma dificuldade em expressar-se convenientemente do que pretende ser. Entretém bastante e tem prestações engraçadas, já que bebe da sabedoria humorística negra britânica. Conta com uma realização instável, mas com alguns aspetos interessantes, mas não consegue definir o seu estilo. A verdade é que o realizador Carl Hunter inicialmente mostra-nos um mundo repleto de cor, como se se tratasse de um conto-de-fadas, mas este estilo não é mantido constantemente. Aliás, é por se esquivar dele que o filme perde alguma da sua força.

Para além disto, o humor também não consegue sustentar a película que vai oscilando demasiado em retratos caricaturais e desvia-se do foco maravilhoso que são as piadas com base no Scrabble que as personagens tanto jogam. Claro que isto pode parecer uma característica suave, mas a intenção de Sometimes Always Never é destacar-se com originalidade das restantes comédias do género, algo que também a sua duração não permite. No entanto, Bill Nighy continua a mostrar os seus dotes neste tipo de produções que assentam-lhe que nem uma luva, para além de que as suas interações com as restantes personagens são extremamente boas e versáteis.

Sometimes Always Never Critica de Cinema

O grande problema é mesmo este oscilar constante que Sometimes Always Never vai fazendo entre os diversos géneros que quer abordar, nunca conseguindo equilibrar as doses de drama, com humor e conciliá-los com o visual próprio que atira no início e se desvanece sem deixar rasto. Por muito que nos identifiquemos com a sua história e consigamos esboçar um sorriso, este é um filme que poderia marcar ainda mais pela diferença se se reencontrasse verdadeiramente.

Portanto, Sometimes Always Never é um filme carinhoso e que tinha potencial para nos fazer adorá-lo, mas prefere manter-se inconstante, ainda que não seja, de todo, a evitar. Se pretendem um serão doce, então Sometimes Always Never pode ajudar-vos a sorrir, se pretendem algo mais substancial (não se deixando iludir pela sua história simples) então é melhor afastarem-se, porque irão ficar desiludidos.

Sometimes Always Never Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Às Vezes Sempre Nunca

Título Original: Sometimes Always Never

Realização: Carl Hunter

Elenco: Bill Nighy, Sam Riley, Alice Lowe, Jenny Agutter, Tim McInnerny.

Duração: 91 min.

Trailer | Sometimes Always Never

Comments