Mini-Reviews TV TV

Love, Victor – Season Finale – 1ª Temporada

Love Victor Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE LOVE, VICTOR!

Pouco tempo depois do lançamento do adorável Love, Simon, a Hulu cria uma sequela/ spin-off deste filme tão doce e tão revigorante. Love, Victor acompanha o jovem Victor Salazar e na sua jornada para se aceitar como homossexual, contar aos seus amigos e família, bem como lidar com a pressão de ser um adolescente e enfrentar a “selva” que é o ensino secundário.

Love Victor Season Finale

O MELHOR:

Love, Victor é uma surpresa muito agradável.

É uma continuidade extremamente querida e adorável do legado que Love, Simon deixou, tendo a oportunidade de explorar com maior afinco as suas personagens e colocar situações bem mais abrangentes na sua temática. É um produto feito com cuidado, respeito e bastante carinho, já que é sensível o suficiente para nos colocar na pele do protagonista e perceber a sua luta constante.

Para além disso, as performances são extremamente competentes e é fácil relacionarmo-nos com as personagens, desde o protagonista Michael Cimino, passando pela doce Rachel Hilson, até à mamã Salazar, interpretada por Ana Ortiz. Love, Victor é um legado extraordinariamente divertido de um filme que nunca pretendeu ser mais do que uma homenagem à procura de identidade, de saber onde nos inserimos na sociedade e sermos livres de exprimir o amor genuinamente e sem medos.

Portanto, Love, Victor, não só expande a sua mensagem e vai mais a fundo da questão em formato televisivo, mas não deixa de absorver e continuar a apostar na mensagem maravilhosa do seu precedente cinematográfico.

Love Victor Season Finale

O PIOR:

Embora seja extremamente adorável, Love, Victor por vezes tem receio de avançar com a temática.

Com isto quero dizer que a série demora um certo tempo até encontrar o seu local de conforto, cometendo o erro de apostar em enredos secundários desnecessários e cai forçosamente em clichés que poderiam ser colocados de forma mais original e cativante.

No entanto, isto não é sinónimo de mau em tudo. Muito pelo contrário, os clichés de Love, Victor são precisamente o que lhe confere o fator emotividade que nos faz ficar tão apegados à sua história e às suas personagens deliciosas. São todas construídas com um desenvolvimento gradual, ainda que uma ou outra pudessem ter um maior destaque. Mas acima de qualquer outra coisa, Love, Victor arranca este mês do orgulho LGBTI com qualidade e com a mensagem pura de que não devemos ter medo de sermos como somos e devemos aceitar que a homofobia não tem lugar neste mundo. Pertencemos todos à mesma espécie e amamos quem temos de amar, o resto, não importa.

Love Victor Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 83 100 1

83%
Average Rating

Love, Victor é uma surpresa extremamente agradável que arranca este mês de Junho de um forma doce, com personagens maravilhosas e uma mensagem por demais relevante.

  • 83%

Comments