Mini-Reviews TV TV

I Know This Much is True – Series Finale – 1ª Temporada

I Know This Much is True Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE I KNOW THIS MUCH IS TRUE!

Derek Cianfrance não é um nome desconhecido do cinema independente, especialmente para quem já viu e delirou com as obras Blue Valentine e The Place Beyond the Pines. É um cineasta que sabe trabalhar a temática da dor com tons azuis, reforçando a ideia de que, quer queiramos quer não, a dor é uma parte integral da vida. A sua nova obra é-nos entregue no formato de mini-série, de nome I Know This Much is True, e conta com Mark Ruffalo no melhor papel da sua carreira até então.

I Know This Much is True Series Finale

A história acompanha os dois irmãos gémeos Dominick e Thomas Birdsey, italo-americanos, que procuram o seu lugar numa sociedade que parece não os conseguir entender. Dominick foi sempre dedicado ao seu irmão Thomas, que sofre de bipolaridade e tem surtos extremamente graves. Ao longo das suas vidas, os Birdseys nunca tiveram uma estabilidade que lhes trouxesse alento, revelando as dificuldades de se inserirem num mundo ainda muito precoce para os acompanhar.

O MELHOR:

I Know This Much is True é uma obra singular, repleta de momentos dramáticos intensos e com uma narrativa simples.

Apesar de não ir diretamente às questões principais e ser um pouco unilateral na abordagem da dor, I Know This Much is True consegue conquistar devido ao maravilhoso trabalho da sua estrela principal. Mark Ruffalo está absolutamente magistral, sem qualquer defeito que se lhe possa acrescentar.

Cianfrance continua a utilizar a ode aos blues para trazer uma nova história depressiva, que não nos poupa a momentos emocionais intensos e a uma procura desmesurada por uma felicidade que parece sempre inalcançável. A sua estrutura simples, mas carregada de emoções fortes negativas, faz com que I Know This Much is True se desprenda dos típicos clichés e se torne uma história de força dentro da adversidade.

I Know This Much is True Series Finale

Esta dicotomia interessante, torna-a numa mini-série a não perder, ainda que com alguns defeitos que podiam bem ser contornados. No entanto, é mais um trabalho de qualidade do realizador e um que revela Ruffalo como um ator a não perder de vista, com uma versatilidade que muitos desconheciam.

O PIOR:

Para além da prestação (e personagem irritante) de Juliette Lewis, I Know This Much is True torna-se muito unilateral na sua abordagem, quando devia ampliar e crescer ainda mais.

Nisto reforço a situação em que o espectador acompanha mais o sofrimento de Dominick do que o de Thomas, sendo este o epicentro de toda a génese dramática deste exercício de televisão. A bipolaridade de Thomas é ofuscada pelo sofrimento consciente de Dominick e, embora não prejudique em tudo, penso que uma abordagem mais forte e mais afincada de Thomas, traria I Know This Much is True a um patamar bem mais superior. Sente-se que a personagem de Thomas foi deixada um pouco ao abandono, quando merecia muito mais destaque.

Levar o espectador a entender as dificuldades da doença mental, e na sua manifestação errática e imprevisível e, talvez, uma aproximação mais violenta, pudesse reforçar a ideia de que não é impossível lidar-se com um familiar com uma doença do género, se a sociedade em que essa pessoa se insere fosse minimamente estável. Ainda assim, I Know This Much is True é uma mini-série imperdível e uma que projeta Ruffalo para novas abordagens dramáticas intensas.

I Know This Much is True Series Finale
I Know This Much Is True
Credito: HBO

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 75 100 1

75%
Average Rating

I Know This Much is True é uma mini-série extremamente competente e que conta com um Mark Ruffalo magnífico, embora pudesse ser ainda melhor do que é.

  • 75%

Comments