Cinema Críticas

Crítica: Long Shot (2019)

PODE CONTER SPOILERS DE LONG SHOT!!!

Quer o queiramos admitir ou não, encontramos sempre tempo para ver uma comédia romântica. Embora a grande maioria corresponda ao mesmo sistema do costume, existem alguns que conseguem demonstrar alguns elementos que os tornam demasiado deliciosos para serem ignorados. Este Long Shot é uma dessas exceções à regra milenar.

Fred é um jornalista que ganha vida a expor os podres de algumas figuras da comunidade norte-americana. Quando perde o seu emprego, Jeff dá de caras com Charlotte Field, a Secretária de Estado com ambições presidenciais, que também foi a sua paixoneta de infância.

Long Shot Crítica de Cinema

Se nos dissessem que Charlize TheronSeth Rogen seriam os protagonistas de uma comédia romântica, com certeza que atiraríamos as nossas cabeças para trás e riríamos aos altos berros. São dois atores de calibres diferentes e de géneros diferentes, que jamais pensaríamos como é que o filme nos vendesse a ideia de um romance entre estes dois. E ainda assim, tanto Theron como Rogen conseguem arrancar-nos uma franca surpresa neste filme. Sob a orientação de Jonathan Levine (que nos trouxe o filme 50/50), Long Shot oferece-nos um romance retirado diretamente de um conto de fadas, com uma clara adaptação para os tempos modernos e uma inversão de papéis interessante.

A orientação de Levine é de louvar, mas são Theron Rogen que carregam o filme nos seus ombros, e embora estejam longe de serem os melhores trabalhos das suas respetivas carreiras, não deixam de apresentar uma prestação conjunta adorável e que não foge muito do que poderíamos esperar de um casal moderno. Aliás, ambos conseguem complementar-se de forma bastante genuína e até de explorar novos lados deles mesmos como atores. Creio que não há melhor exemplo disso do que Theron a expor um pouco da sua veia da comédia, e há uma sequência em particular no filme que me conseguiu esboçar um sorriso genuíno na cara. Ainda tem um momento ou outro que, de certeza, que foi improvisado para efeitos de comédia, o que ajuda a dar uma espécie de charme ao filme.

Long Shot Crítica de Cinema

Com o palco político como pano de fundo, seria de esperar que Long Shot abordasse alguns temas que ainda vão fazendo tinta nos jornais. No entanto, não vai ao ponto de uma simples paródia, uma vez que aborda os temas como o papel da mulher em posições de poder, da divisão de partidos ou mesmo a corrupção com alguma cabeça, mas também com um pouco de humor pela mistura. Isto é uma comédia, no fim e ao cabo!

No entanto, o grande defeito do filme reside na sua própria narrativa. Tem alguns elementos que ajudam este filme a diferenciar-se de tantos outros, e nisso merece o seu mérito. No entanto, mantém a mesma estrutura de tantas outras comédias românticas que existem por aí.

Que fique bem claro o seguinte: o argumento previsível não prejudica bastante a missão de Long Shot. Conta com uma equipa de excelência ao seu dispor e alcance, com TheronRogen a merecerem todos os maiores elogios possíveis. Numa altura complicada das nossas vidas, se calhar um pouco de risos e amor é precisamente o que estamos a precisar.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Seduz-me Se És Capaz
Título Original: Long Shot
Realizador: Jonathan Levine
Elenco: Charlize Theron, Seth Rogen, June Diane Raphael, O’Shea Jackson Jr., Ravi Patel, Bob Odenkirk, Andy Serkis, Alexander Skarsgård
Duração: 
125 minutos

Trailer | Long Shot

Comments