Cinema Críticas

Crítica: Come to Daddy (2019)

Come to Daddy Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE COME TO DADDY!

Norval é um jovem que pretende reconectar com o seu pai, mas depressa descobre que algo de estranho se passa com o mesmo, embarcando numa aventura inesperada e repleta de gore. Come to Daddy é uma visão atípica proveniente do realizador irlandês Ant Timpson. É um filme comestível e engraçado a certo ponto.

Come to Daddy Critica de Cinema

Pode não ser uma preciosidade, mas é competente em misturar vários géneros e criar um formato único em si mesmo. É tão deplorável quanto é hilariante nalguns aspetos. Com prestações competentes de Elijah Wood, Stephen McHattie e Martin Donovan, Come to Daddy é aquela comédia satírica que se tenta prender num registo mais sério que o habitual. É algo interessante, já que as paródias de terror têm tendência em cair em exageros parolos, no estilo de Scary Movie, mas Come to Daddy ainda consegue manter alguma sanidade no meio da sua própria insanidade.

Claro que o humor de Come to Daddy advém igualmente dos seus exageros, mas são exageros muito mais “suaves” do que as restantes paródias. Tendo elementos de slasher, culminando nalguns twists engraçados, mesmo que não se tornem totalmente icónicos ou memoráveis, Come to Daddy é competente em entregar ao público aquilo que é necessário para um bom serão. Há, claro, falhas evidentes que fazem com que o filme perca um pouco da sua credibilidade a longo prazo e o realismo da película é comprometido após o primeiro ato onde a personagem de Wood subitamente começa a tornar-se, por demais, corajosa.

Come to Daddy Critica de Cinema

Mas como qualquer slasher, esse é um cliché que acaba por trazer um certo carisma ao género em si, provocando algumas das gargalhadas mais genuínas de Come to Daddy. Estamos perante um filme independente que consegue articular algumas ideias de forma engraçada, sem que o espectador tenha noção do que irá acontecer a seguir. Esta imprevisibilidade (por muito reduzida que seja), ajuda Come to Daddy a destacar-se e a combinar alguns elementos externos na sua temática.

Um dos fatores mais surpreendentes do filme é precisamente a banda-sonora, que é extremamente boa, para além de uns tons retro interessantes e umas trajetórias de câmara porreiras. Portanto, mesmo que não seja magnífico, Come to Daddy assume-se como uma surpresa divertida e com alguns elementos bastante competentes, trazendo um pouco a nostalgia do slasher sem prejudicar o género.

Come to Daddy Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Come to Daddy

Título Original: Come to Daddy

Realização: Ant Timpson

Elenco: Elijah Wood, Stephen McHattie, Garfield Wilson, Martin Donovan, Michael Smiley.

Duração: 95 min.

Trailer | Come to Daddy

Comments