Cinema Críticas

Crítica: The Vast of Night (2019)

The Vast of Night Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE THE VAST OF NIGHT!

O cinema continua a apostar no método VOD, e uma das novas apostas tem o nome de The Vast of Night. É uma produção independente que acompanha dois jovens, uma operadora telefónica chamada Fay e um DJ chamado Everett, que recebem chamadas de pessoas que alegam que um disco voador está a invadir as suas propriedades, para além de uma frequência sonora que parece estar a ter efeitos catastróficos nesta comunidade dos anos 50.

The Vast of Night Critica de Cinema

The Vast of Night tem aspetos bastante competentes, como também tem uma debilidade de ritmo significativa. Os diálogos longos, por muito que ajudem a marcar pela diferença, quebram um pouco o ritmo do filme, ao passo que é uma obra demasiado estilizada. Nem tudo é mau, como é óbvio e, para além das doces prestações dos atores, há também um crescendo de suspense.

A história não é novidade por si, mas a realização de Andrew Patterson, aposta num estilo muito próprio, conferindo ao filme alguma da sua graça. Numa aproximação carinhosa de Stranger Things e suavizando a densidade de Close Encounters of the Third Kind, The Vast of Night consegue insurgir no meio da ficção científica alienígena. O seu maior problema é precisamente não conseguir combinar o estilo com a dose de entretenimento necessária. O ritmo tem oscilações muito fortes e os diálogos demasiado longos quebram um ritmo que devia ser um pouco mais frenético para causar um maior impacto.

The Vast of Night Critica de Cinema

Entende-se que é uma das formas de o filme se destacar dos demais, mas por vezes torna-se incomodativo, já que 90% dos diálogos são pouco credíveis e pouco informativos. Ser-se estiloso não significa que se consiga abarcar com todos os aspetos que tornam um filme totalmente soberbo. Apesar das diferentes técnicas de filmagem, Patterson não é equilibrado em transpor os elementos que tornam este tipo de cinema diferente, levando The Vast of Night a cair nos típicos clichés, ainda que com um bocadinho mais de estilo.

Portanto, se tiverem um certo interesse, The Vast of Night pode ser o serão que precisavam. Se não estiverem com muita vontade, podem sempre rever alguns dos clássicos que o influenciaram… sendo eles bem melhores do que este. Polvilhar a tela com alguns aspetos técnicos divertidos não torna o filme inovador, por muito que se esforcem. The Vast of Night é agradável, interessante, mas é também aborrecido em certas partes pela ausência de um frenetismo necessário na sua composição.

The Vast of Night Critica de Cinema

Leiam outras Críticas aqui.

Título: A Vastidão da Noite

Título Original: The Vast of Night

Realização: Andrew Patterson

Elenco: Sierra McCormick, Jake Horowitz, Gail Cronauer, Bruce Davis.

Duração: 89 min.

Trailer | The Vast of Night

Comments