Mini-Reviews TV TV

Space Force – Season Finale – 1ª Temporada

Space Force season finale

PODE CONTER SPOILERS DE SPACE FORCE!!!

No que toca às comédias americanas, a televisão conseguiu mostrar alguns exemplos que conseguiram resistir à passagem do tempo e que ficaram gravadas nas nossas memórias. Uma dessas séries é The Office, que não só revelou algumas das estrelas mais relevantes da indústria atual, como também serviu como um dos melhores exemplos de um remake conseguir honrar e até superar o material de origem. Pois bem, o criador de The Office, Greg Daniels, aliou-se a Steve Carell e à Netflix para a criação deste Space Force, que teve a sua estreia esta semana!

Baseado numa ordem real – e, portanto, bizarra – do atual Presidente dos Estados Unidos da América, Space Force centra-se em Mark Naird (Carell), um ex-General da Força Aérea americana que fica encarregue de criar a Força Espacial dos Estados Unidos. A sua primeira missão: colocar o Homem novamente na Lua até 2024!

O MELHOR:

Não esperem uma cópia exata de The Office neste Space Force.

A primeira tinha os seus charmes inegáveis, mas estava “presa” a uma estrutura que marcou a série original e que o remake não iria conseguir escapar. Com Space Force, Daniels e Carrell apostam numa ideia verdadeiramente original. E os resultados estão mais do que à vista.

Um dos grandes chamarizes da série reside na presença de Carell no elenco, uma vez que marca o seu regresso ao pequeno ecrã num registo mais ligado à comédia. No entanto, o seu Mark Naird está longe de ser uma cópia exata do seu personagem em The Office. Sim, este ainda possui algumas características que só Steve Carell poderia transmitir, mas existe um maior balanço entre a comédia disparatada e o drama pessoal que se tornam inegáveis e que o ator consegue corresponder na perfeição, ilustrando o quanto este cresceu durante estes anos todos.

Felizmente, Steve Carell não está sozinho nesta demanda, uma vez que Space Force conta com um elenco recheado de caras conhecidas para ajudar a vender a ideia da série. Nomes como John Malkovich, Lisa Kudrow ou Ben Schwartz saltam logo à mente devido à forma como se entregam aos papéis, seja Malkovich a ser o mais Malkovich possível (o que até consegue ser algo bom), Kudrow a ajudar a humanizar com quem quer que seja que ela interaja (ainda que de forma um tanto ou quanto limitada) ou então Schwartz a entregar-nos mais uma personagem excêntrica para o seu portefólio.

O PIOR:

Ainda assim, Space Force conta com algumas limitações que podem ser melhoradas com o tempo.

Fica mais do que aparente que a maior parte das situações que Space Force nos atira partem das decisões do presidente (que nunca é mencionado sem ser por Presidente ou POTUS, mas fica claro que é o Trump), o que permite à série gozar com esta vertente. No entanto, fica a ideia de que a série poderia evoluir se não se focasse tanto na componente mais política.

E uma vez que a série começa a delinear alguns favoritos, outros membros do elenco perdem terreno. Existe o caso de Angela Ali (Tawny Newsome) e Chang Kaifang (Jimmy O. Yang), duas personagens tão diferentes, mas que acabam numa espécie de pseudo-romance a meio da temporada. É estranho quando, numa temporada de 10 episódios de 30 minutos cada, não existe um grande investimento nas pessoas que populam Space Force.

Ainda assim, no final do dia, acabarei por dar o benefício da dúvida à série. Tanto The Office como Parks and Recreation são séries que não começaram exatamente bem nas suas respetivas temporadas inaugurais. Oxalá que a Netflix também dê esse benefício. Especialmente considerando aquele cliffhanger

Podem ler outras Mini-Reviews aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 67 100 1

67%
Average Rating

Existe um claro potencial para ser encontrado em Space Force mas, para já, pode ser visto como uma ligeira desilusão.

  • 67%

Comments