Mini-Reviews TV TV

RUN – Season Finale – 1ª Temporada

RUN Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE RUN!

Após o sucesso de Fleabag e Killing Eve, Phoebe Waller-Bridge regressa com RUN, uma comédia bizarra e sem grande carisma, onde interpreta uma personagem secundária. Ruby e Billy são amantes que combinam um estranho jogo de gato e rato onde escrevem “RUN” por mensagem e encontram-se numa estação de comboios, preparados para fugir das suas monótonas vidas. No entanto, estranhas reviravoltas parecem impedir o seu caminho em busca da felicidade.

RUN Season Finale

 

O MELHOR:

Os dois protagonistas, Domhnall Gleeson e Merritt Wever são extremamente carismáticos.

RUN é uma série difícil de digerir. É tão bizarra quanto é irrelevante e pouco consistente. Nem mesmo o humor consegue salvá-la. Há certos aspetos que, embora funcionem, outros nem por isso. A presença de Waller-Bridge como secundária traz-lhe alguma vida, mas tirando isso RUN procura absorver algumas temáticas clássicas, mas falha redondamente em conseguir manter-se consistente.

O PIOR:

Mesmo sendo carismáticos, a química entre os atores é, tal como a série, estranha.

Sente-se que algo não funciona. Mas, o maior problema, é precisamente o facto de RUN não conseguir encontrar um conforto (ou transmiti-lo para o público) na sua própria temática. Não há grande entusiasmo nos diálogos, a comédia não suscita efeito a longo (nem a curto) prazo, a história não é explicada com coerência… e por aí fora.

A lista de defeitos de RUN podia prolongar-se até à exaustão. No entanto, é preciso que ainda haja, pelo menos uma segunda temporada, para tirar tantas dúvidas que ficaram deste começo tão pouco elucidativo e consistente. Há sempre alguns aspetos positivos, e o jogo do gato e rato começa a aquecer quando a polícia descobre o envolvimento dos amantes num homicídio caricato. Pelo menos, tenta ser engraçada, mesmo que não o consiga ser.

Portanto, apesar do sucesso de Fleabag, RUN é um fracasso em ser cativante, especialmente porque envolve em mistério tudo até ao seu último minuto e as personagens estão constantemente a “trocar de intenções” como quem “troca de cuecas”. Não conseguindo dar uma sensação confortável ao público que a acompanha.

RUN Season Finale

Estado da Série: STAND-BY

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 38 100 1
38%
Average Rating

RUN é um fracasso total em trazer algo de novo no panorama televisivo, especialmente porque não consegue manter uma história (nem o humor) de forma consistente. É a nova produção de Phoebe Waller-Bridge que, infelizmente, não correu bem.

  • 38%

Comments