Mini-Reviews TV TV

Zoey’s Extraordinary Playlist – Season Finale – 1ª Temporada

Zoey's Extraordinary Playlist Season Finale

CONTÉM SPOILERS DE ZOEY’S EXTRAORDINARY PLAYLIST!

Imaginem que tinham o poder de ouvir os pensamentos das pessoas que estão ao vosso redor… através de canções! É um poder difícil de digerir, quando se torna cansativo, mas é um que pode muito bem ajudar a compreender aquilo que sentem os nossos amigos ou familiares mais queridos. Zoey trabalha numa empresa de marketing digital e, durante o seu dia-a-dia, a jovem tenta absorver este seu novo poder, com números musicais alegres e cantorias que expressam os sentimentos e emoções dos que a rodeiam.

Zoey's Extraordinary Playlist Season Finale
ZOEY’S EXTRAORDINARY PLAYLIST — “I’ve Got The Music In Me” Episode 102 — Pictured: (l-r) Skylar Astin as Max; Jane Levy as Zoey Clarke; John Clarence Stewart as Simon — (Photo by: Sergei Bachlakov/NBC)

O MELHOR:

Zoey’s Extraordinary Playlist é uma lufada de ar fresco no panorama televisivo.

É uma série doce, bem intencionada, com um ritmo contagiante e capaz de nos divertir e emocionar com os momentos mais bonitos em diferentes estilos musicais. Jane Levy é uma protagonista carismática e, apesar da sua leveza de história, não perde nunca o desejo de contagiar o seu público através da expressividade musical.

De facto, o que é a televisão sem a música? O que é a arte sem a música? O que é a vida sem a música? A música é, de facto, a forma mais bonita em que nos podemos expressar. São raras as vezes em que não nos conseguimos rever em canções que expõem as nossas emoções a nu. Zoey’s Extraordinary Playlist recupera a essência da musicalidade na vida, seja pelos motivos mais alegres, ou pelos mais tristes. A vida é uma expressão artística das emoções, e a música é o seu veículo.

Obviamente que nem tudo é perfeito, mas Zoey’s Extraordinary Playlist é extremamente criativa em aproveitar uma história simples e injetá-la de emoção. É colorida, vibrante, divertida e emocional quando tem que ser. O final da temporada é, por demais, magnífico. Numa rendição emocional de American Pie de Madonna, a série encerra uma das suas mais frágeis linhas de história numa nota altíssima, provocando lágrimas atrás de lágrimas e partilhando a dor daqueles que vamos vendo ao longo do episódio.

Zoey's Extraordinary Playlist Season Finale

O PIOR:

O maior problema deste género de televisão é apenas um: a falta de criatividade para trazer camadas à protagonista.

Embora carismática, a insistência em triângulos amorosos torna-se um fator cliché que incomoda a longo prazo. A previsibilidade das situações fazem-na perder um pouco de ritmo e carisma, bem como a ausência de temas musicais originais (e nisto falo das canções em si) revela uma carência por não progredir ainda mais na sua criatividade.

E ela está lá, mas a abordagem torna-se mais superficial pela utilização de músicas já conhecidas. No entanto, isto é uma visão pessoal, porque Zoey’s Extraordinary Playlist não deixa de encantar, mesmo não sendo a série mais original que existe. É tocante porque utiliza a música (seja ela já original ou não) para expressar e expor as personagens que pertencem ao mundo da protagonista.

Por esta rendição tão bonita, Zoey’s Extraordinary Playlist encerra numa nota alta e merece a atenção de todos que precisam de um bocadinho de esperança e envolverem-se com a musicalidade da vida e de tudo o que ela de bom ou mau nos traz.

Zoey's Extraordinary Playlist Season Finale

Estado da Série: RENOVADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 80 100 1
80%
Average Rating

Zoey e a sua lista magnífica musical traz-nos sorrisos abundantes e momentos emocionais capazes de nos levarem às lágrimas. Por este feito, e por ser uma lufada de ar fresco, torna-se uma série extremamente cativante e a manter viva durante algum tempo.

  • 80%

Comments