Cinema Críticas

Crítica: The Half of It (2020)

The Half of It Crítica de Cinema

PODE CONTER SPOILERS DE THE HALF OF IT!!!

Confesso que nunca fui um grande fã dos filmes de comédia romântica para adolescentes. Especialmente porque, de uma forma geral, a grande maioria funciona através de um sistema já bastante familiar. A Netflix, valendo o que vale, tem conseguido romper com algumas das normas já pré-estabelecidas, ao ponto de algumas delas serem consideradas como os melhores. E este The Half of It, da autoria de Alice Wu – que regressa à realização depois de Saving Face de 2004 – é precisamente um dos melhores exemplos!

Ellie é uma adolescente que se mantém distante dos seus colegas e que entrega relatórios a troco de dinheiro. Um dia, Ellie decide ajudar Paul, um dos membros da equipa de futebol americano da escola, a escrever uma carta de amor para Aster Flores, uma das raparigas populares da escola. No entanto, o que era suposto ser apenas uma carta transforma-se numa surpreendente amizade entre Ellie e Paul… E uma paixão não correspondida de Ellie para com Aster!

Tenho de admitir que The Half of It não foi exatamente o que estava à espera. Com uma espécie de humor auto-consciente, Alice Wu – que serve tanto de realizadora como de guionista – consegue romper com as expectativas em redor deste filme. The Half of It começa a fazer sentido logo de imediato através do cold open adorável, em que reitera uma das linhas de pensamento de Platão, um dos famosos filósofos da Grécia Antiga, mas também serve de resumo sobre o que poderemos esperar desta película.

E acreditem, a mensagem é poderosa, mas não menos adorável. O tema em redor do conceito do amor pode já estar mais do que batido, mas ainda tem muito pano para mangas no que refere a interpretações. The Half of It mostra-nos mais uma de inúmeras facetas sobre o amor, e de como este consegue ser complicado, mesmo nos dias de hoje. É impossível não olharmos para a sua história, para as suas personagens, e não tecermos um carinho especial por este mundo.

Há várias provas que sustentam este meu credo, e não se pode ignorar os esforços de Alice Wu que, além de orientar cada plano, cada ator, para um trajeto repleto de carinho, mas os seus dotes na escrita tornam-se bastante evidentes com o tipo de humor simples mas eficaz, sem descurar também alguns momentos importantes dos personagens centrais do filme. Isto só mostra que, mesmo volvidos 14 anos, Wu ainda demonstra um talento inegável; oxalá, The Half of It consiga servir de rampa de lançamento para outros projetos mais ambiciosos.

Claro que nenhum filme é bem sucedido se os seus atores não estiverem à altura dos desafios que lhes são apresentados. E embora o elenco seja composto, na sua maioria, por caras desconhecidas, The Half of It conta com performances deveras surpreendentes. No centro do filme, temos Ellie, e Leah Lewis é simplesmente imbatível. A sua personagem vê-se confrontada com diversas situações ao longo do filme – seja pela trama principal ou outros fatores, como sendo o “sustento” de uma família monoparental, o bullying devido às suas origens chinesas ou por ser uma lésbica não assumida – e a atriz consegue surpreender a cada esquina.

A ela junta-se também Daniel Diemer, que desafia todas as nossas expectativas em redor do típico jock ao mostra-nos um Paul claramente sensível, mas sem jeito para as palavras e que cruza também com o seu arco pessoal, e também Alexxis Lemire, que vai mais além da “cara bonita” e revela uma complexidade que tem tanto de surpreendente como compreensível. Alguns membros do elenco secundário também dão o ar de sua graça, mas é no trio Lewis-Diemer-Lemire que The Half of It constrói os seus alicerces e sai definitivamente a ganhar pelos seus trabalhos coletivos ou em conjunto.

De uma forma geral, The Half of It não rompe por completo com o que já foi visto anteriormente, mas torna-se mais uma prova que os filmes de comédia romântica de adolescentes ainda tem muita história para contar. O filme conta com um elenco adorável e surpreendentemente sólido, uma direção impecável e, claro está, uma narrativa que consegue atacar um tema tão complexo como o amor com humor contagiante e um carinho inegável.

Podem ler outras Críticas aqui.

Título: Se Tu Soubesses…
Título Original: The Half of It
Realização: Alice Wu
Elenco: Leah Lewis, Alexxis Lemire, Daniel Diemer, Becky Ann Baker, Collin Chou
Duração: 104 minutos

Trailer | The Half of It

Comments