Mini-Reviews TV TV

Normal People – Series Finale – 1ª Temporada

Normal People Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE NORMAL PEOPLE!

O amor. O que dizer sobre ele? É aquela força que nos leva a lutar por aquilo que desejamos. É um sentimento tão forte quanto é frágil. Uma dicotomia ligada à deceção, ao medo, à felicidade, à dedicação. Mas… afinal de contas, o que é o amor? Esta resposta é exatamente aquilo que Normal People tenta responder. É bem sucedida? Talvez sim, talvez não. Mas numa coisa é certa: o amor não é linear. Exige sacrifício, luta, desespero, perda e é incansável em ser pleno.

Normal People Series Finale

O MELHOR:

Normal People é uma mini-série maravilhosa, genuína, dura e, por vezes, inconstante.

Mas retrata precisamente aquilo que é, de facto, o amor. Não é apenas aquela força que nos diz “está tudo bem”… não… o amor tem muitas facetas… muitas contradições. E talvez isto não fosse possível sem as magníficas prestações dos seus atores principais Daisy Edgar-Jones e Paul Mescal.

A história de Connell e Marianne é uma que pode ser comentada como um cliché, mas não é tão simples quanto parece. Há algo simples mas acutilante na intimidade e na química que eles emanam. Eles personificam tudo aquilo que o amor tem… afastamento, desilusão e, ao mesmo tempo, conforto e vitória. Amar é difícil, como todos sabemos. Talvez a ligação que esta mini-série cria de uma maneira tão genuína, é precisamente por não fugir àquilo que pretende alcançar.

A falta de pretensiosismo é precisamente o que torna Normal People tão especial. Não é perfeita, mas consegue transmitir sentimentos de um ecrã para o público de forma genuína. Isto também é uma componente da arte. Rara hoje em dia… mas ainda vai sobrevivendo.

Embora a narrativa não prime por originalidade, Normal People nunca se desvia do seu foco e explora todas as particularidades dos seus protagonistas com uma veracidade quase inigualável em televisão. Não há só química… há uma acutilante injeção de nostalgia para quem a vê. Há um sentimento de pertença, e de reconhecimento.

E é raro uma obra conseguir esta proeza.

Normal People Series Finale

O PIOR:

Apesar de ser magnífica, Normal People prolonga-se demasiado sem necessidade.

A simplicidade e as mudanças constantes de cenário fazem com que o espectador perca o seu interesse rapidamente. 12 episódios são demasiados para contar uma história tão simples. Como produto televisivo, há que encontrar um equilíbrio entre ambos. Ninguém se sente propriamente fatigado, porque queremos saber o destino que aguarda este amor tão verdadeiro, mas também não devemos ser forçados a enrolarmo-nos em pretextos pouco credíveis.

A separação faz parte da vida… mas essa separação precisa de ser lógica durante a viagem ou a nossa atenção começa a desviar-se. Ainda assim, Normal People consegue conquistar e marcar pela diferença, numa altura em que o romance é superficializado. É quase uma homenagem literária, saída de um conto arcaico de Shakespeare. Mas tem o sentimento contemporâneo que precisamos para nos sentirmos investidos.

Normal People Series Finale

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 82 100 1
82%
Average Rating

Normal People é um retrato genuíno da dificuldade do amor, mas prolonga-se demasiado em enredos desnecessários pelo meio para criar efeitos dramáticos igualmente desnecessários.

  • 82%

Comments