Mini-Reviews TV TV

Devs – Series Finale – 1ª Temporada

Devs Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE DEVS!

Alex Garland, o realizador visionário de Ex Machina e Annihilation, decidiu transpor o seu talento para o formato televisivo com Devs e, embora tenha os seus momentos bons, não consegue ser consistente do início ao fim.

Uma engenheira de computação decide investigar a empresa para que trabalha por desconfiar que o seu namorado misteriosamente desapareceu e que esta está ligada de alguma forma com o acontecimento. Não é uma novidade, portanto, a premissa inicial de Devs.

Devs Series Finale

O MELHOR:

Devs tem uma componente técnica excelente.

Está também recheada de boas prestações, com claro destaque para Nick Offerman e a banda sonora é igualmente soberba. A criação deste universo aparentemente tão simples mostra o quanto Garland é engenhoso e consegue captar perfeitamente a vibe de Black Mirror para explicar através do terror os malefícios da tecnologia.

Toda a componente artística e visual de Devs é surpreendente e a mensagem tem a sua parte de interesse, bem como é levada calmamente para que os espectadores saboreiem o desenrolar da sua ação. No entanto, da mesma forma que este é um dos seus pontos mais fortes, é também o seu próprio inimigo.

O PIOR:

Devs peca precisamente porque Garland quer ser demasiado artístico e a história chega a um ponto de saturação que é impossível não bocejar. Apesar de ter elementos maravilhosos, Devs sucumbiu às suas ambições de tentar ser mais do que era necessário.

Entende-se que a história precisa de se apressar para criar o efeito de adrenalina no público e isso é substituído por bla bla bla tecnológico que simplesmente se torna maçador em vez de nos agarrar ainda mais.

Ainda que as prestações consigam salva imensos “momentos mortos”, Garland tem de ter consciência que deve haver um equilíbrio em tentar sobressair pelo lado artístico e o fator de entretenimento que parece desvanecer ao longo dos episódios.

Ainda assim, o final de Devs é extremamente bom, competente e mexe com a realidade e perceção do espectador. Há também alguma ambiguidade quanto à génese da narrativa que, por vezes, torna-se confusa com os ensinamentos todos que Garland quer afincadamente “espetar” na consciência do público e, fazê-lo desta forma, só prejudica o envolvimento do mesmo com o produto.

Devs Series Finale

Ser artístico e conseguir contar uma história de forma rica e com o entretenimento desejado era o que Devs mais precisava. Não aconteceu, mas não deixa de ser um produto a espreitar.

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 70 100 1
70%
Average Rating

Devs podia ser muito melhor se conseguisse equilibrar a parte artística e adicionar um entretenimento mais fogoso. No entanto, apesar de ter aspetos muito positivos, perde muito do seu carisma por ser demasiado densa sem necessidade.

  • 70%

Comments