Mini-Reviews TV TV

Cursed Films – Series Finale – 1ª Temporada

Cursed Films Series Finale

CONTÉM SPOILERS DE CURSED FILMS!

Todos nós gostamos de desvendar mistérios e, acima de tudo, procuramos forma de nos entretermos durante esta época de aborrecimento, trancados nas nossas casas. Para muitos fãs dos anos 70, 80 e 90, Cursed Films é aquele pequeno “paraíso” onde podemos combinar a nossa cinefilia com alguns factos ou superstições em torno da produção de alguns dos mais badalados filmes dessas alturas. Maldições? Ui! Isto promete!

Cursed Films Series Finale

O MELHOR:

Cursed Films não procura ser nada mais do que trazer uma perspetiva sobre estranhos acontecimentos que ocorreram durante as filmagens destes clássicos. Não procura, de todo, construir uma narrativa que apoie ou saliente a veracidade das, ditas, maldições, de que estes filmes são acusados.

Vejamos alguns exemplos, como o de Poltergeist, The Exorcist e, para mim o mais chocante de todos, The Twilight Zone: The Movie. Todos estes filmes estão envoltos em situações ou coincidências bizarras que aconteceram ao longo da sua execução. Desde a morte da pequena Heather O’Rourke, que ficou imortalizada em Poltergeist, passando por todas as dificuldades de filmagem de The Exorcist e o trauma que causou na sua protagonista Linda Blair, e do horror que aconteceu no set de The Twilight Zone: The Movie, ou até mesmo da morte inesperada de Brandon Lee durante a filmagem de The Crow.

Cursed Films Series Finale

A verdade é que Cursed Films vai para além do que alimentar superstições. Conta histórias sobre as dificuldades e aspetos problemáticos que envolvem trazer para o ecrã alguns dos filmes mais icónicos até hoje. Para mim pessoalmente, desconhecia muitos dos factos apresentados e, sem duvida, que a duração curta dos episódios ajudou o realizador Jay Cheel a condensar toda a informação necessária. Apesar de haver episódios menos bons e algumas estratégias que eram dispensáveis, Cursed Films é interessante e suscita uma curiosidade que consegue entregar sem muitos floreados.

O PIOR:

Tal como qualquer cineasta, Cheel comete o erro de incluir personagens que não estão propriamente ligadas ao mundo do cinema para sustentar as teorias das maldições. Não é grave, de todo, mas prejudica a credibilidade daquilo que é entregue ao público.

Especialmente no episódio de The Omen, o realizador comete o erro de colocar crentes do oculto ou membros de cultos/ seitas, para justificar que a ideia de “maldição” é possível e esquece-se, por momentos, que aqui não estão em causa as crenças alheias, mas sim o porquê de estes filmes serem considerados “amaldiçoados” por si próprios. Aqui, Cheel torna-se sensacionalista e era um dos erros que não deveria cometer.

Cursed Films Series Finale

No entanto, não deixa de entreter e Cursed Films é impressionante em conseguir encontrar muita da informação. Há um respeito enorme pelas vítimas de acontecimentos trágicos, bem como existe um pouco de humor divertido quando não envolve histórias demasiado pesadas em termos dramáticos.

Portanto, Cursed Films consegue surpreender pela positiva e os seus 5 episódios são simples, curtos e vão (na maioria das vezes) diretamente ao que é pretendido.

Estado da Série: TERMINADA

Leiam outras Mini-Reviews aqui.

0 76 100 1
76%
Average Rating

Apesar de ter um episódio ou outro com menos força, Cursed Films é uma aposta que entretém do início ao fim e torna-se interessante, contanto histórias atrás das câmaras que desconhecíamos.

  • 76%

Comments