Especiais TV

Especial: La Casa de Papel: El Fenómeno!

La Casa de Papel El Fenomeno

CONTÉM SPOILERS DE LA CASA DE PAPEL!

Com a melhor das intenções, a Netflix lançou um breve documentário sobre a ascensão de La Casa de Papel em termos de popularidade e de reconhecimento mundial. A história é muito adorável e o sucesso da série espanhola é partilhada (vivamente!) pelo público português e de todo o mundo. Tornou-se, de facto, um fenómeno e as suas personagens conquistaram os fãs por serem todas tão distintas e, ao mesmo tempo, tão vincadas.

La Casa de Papel El Fenomeno

Nos primórdios da sua criação, La Casa de Papel não tinha encontrado um público cativo no seu país de origem e, após verem a descer as suas audiências, tudo parecia estar perdido. Até que a gigante do streaming decidiu comprar os direitos e perguntou a toda a equipa se estariam dispostos a embarcar num novo assalto. Apesar de poder não parecer (e eu próprio confesso que estou agradavelmente surpreendido), La Casa de Papel não é nada de amador. Aliás, todos os técnicos são extremamente detalhados e as dificuldades de filmagem são aspetos bem engraçados que até agora desconhecia.

A partir do momento em que a Netflix ficou no comando, a escala de La Casa de Papel subiu imenso, sendo que o orçamento agora permite aumentar as doses de ação e entregar ao público momentos de tensão extremamente apelativos (especialmente em termos de visuais). E como lidaram os atores com esta subida tão gigantesca nas redes sociais? A verdade é que até eles ficaram surpreendidos; ao ponto das filmagens serem constantemente interrompidas por multidões de fãs.

É também engraçado vermos Álvaro Morte, Alba Flores, Pedro Alonso (que é vencedor de um dos nossos CineAwards!) e restantes serem genuínos atrás do ecrã, num companheirismo que a série traduz quase como um espelho. Apesar deste curtinho documentário não ser nada demais, é doce e bem intencionado, revelando que a produção espanhola não faz as coisas “por fazer” e que é cautelosa em todos os passos que dá para trazer com realismo a mensagem que pretende transmitir.

La Casa de Papel El Fenomeno

Desde os atores, realizadores, argumentistas, técnicos e por aí fora, há todo um cuidado de preservar a essência de La Casa de Papel temporada após temporada. E estes argumentistas são extremamente lentos e planeiam a temporada “em cima do joelho” e – embora ache isto preocupante a longo prazo – são dedicados e os resultados que trouxeram até agora são bastante satisfatórios. Há uma noção clara de quando podem ser engraçados, quando têm de incluir drama pesado, sequências de ação, etc.

Há uns anos escrevi um artigo precisamente sobre este fenómeno de La Casa de Papel e, a grande benesse que a série tem para com os seus fãs é o simbolismo. Simbolismo esse que é visto nas cores, nas máscaras, nas canções e nos cenários que acabam por tocar no público. Ouvir Bella Ciao? La Casa de Papel! Disfarce de Carnaval? Porque não o macacão e a máscara de La Casa de Papel? Todos estes emblemas tornaram a série icónica e especial.

É um momento feliz para as produções europeias. Algo que prova que nós (enquanto resto do planeta sem ser EUA) merecemos a mesma visibilidade e que sabemos criar produtos que rivalizam (e muitas vezes são bem melhores) que o mercado, diga-se, mainstream. Portanto, vejam este pequeno trecho de felicidade de La Casa de Papel e leiam a nossa crítica à temporada que é tão fresquinha!

La Casa de Papel El Fenomeno

Comments