Cinema Críticas

Crítica: Out of Thin Air (2017)

Out of Thin Air Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE OUT OF THIN AIR!

Como um consumidor ávido de documentários de crime, não podia deixar de vaguear pela Netflix e ver a minha próxima “vítima”. Decidi, portanto, ver Out of Thin Air, sobre um dos casos mais escandalosos que assolaram a Islândia.

Conhecido como um país pacato, envolto em neve, a Islândia esteve sempre “no seu cantinho” e parecia intocável até ao desaparecimento súbito de dois homens, de nomes Gudmundur Einarsson e Geirfinnur Einarsson. Sem grande contexto ou credibilidade, mas porque a polícia (o documentário decorre durante os anos 70) necessita de respostas, decide fazer pressão sobre seis suspeitos, conhecidos por serem problemáticos na região. A conclusão é que todos estes seis indivíduos estiveram encarcerados devido a confissões extremamente dúbias, coagidas pelas forças policiais.

Out of Thin Air Critica de Cinema

O documentário, cuja realização está a cargo de Dylan Howitt, explora os testemunhos dos envolvidos no enredo policial, focando-se em Erla Bolladóttir, que foi uma das principais suspeitas. Out of Thin Air não podia ser mais banal e tão pouco elucidativo. O espectador sente que desperdiçou tempo a ver esta história que não passa de uma visão pouco cuidada ou pouco explorada de um caso tão mediático no país em que ocorre.

O que quero dizer com isto é que nenhum resultado foi encontrado durante 1h30 de documentário sobre o que realmente se passou, apenas se chega à conclusão que as confissões foram todas coagidas por métodos pouco éticos por parte da polícia. Nada faz sentido e as vidas das pessoas desaparecidas são descredibilizadas constantemente.

Out of Thin Air Critica de Cinema

A verdade é que Out of Thin Air é tão expositivo quanto é pouco autónomo, focando-se apenas no que têm e não explorando o caso com a relevância com que devia ser tratado. O processo documental exige uma procura por respostas, sejam elas conclusivas ou não, há que variar o foco entre os suspeitos (que desde início percebemos que não têm nenhuma relação com o sucedido) e oscilar entre os factos determinantes que conduziram ao desaparecimento e possível morte dos dois indivíduos.

Ter umas paisagens bonitas da neve branca nas encostas escarpadas islandesas não serve para cobrir todo um registo importante em que os espectadores esperam por respostas e por desenvolvimentos sobre o caso em particular. A própria apresentação dos arguidos não é muito credível e as reconstruções ficcionais são pobres.

Apesar de um aspeto interessante aqui e acolá (conhecer a política islandesa da altura, bem como os costumes do país é sempre bom), mas a história do problema em si é pobre, de fácil esquecimento e não chega a resultado nenhum, o que se torna frustrante. Mas serve como uma “lufada” para se perceber que não é apenas nos EUA que acontecem estes problemas, que são onde este tipo de documentário geralmente se foca.

Out of Thin Air Critica de Cinema

No entanto, apesar dos esforços, Out of Thin Air é banal e não acrescenta nada de novo ao género e torna-se um exercício que carece de intensidade e de conclusões.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Out of Thin Air

Título Original: Out of Thin Air

Realização: Dylan Howitt

Duração: 85 min.

Trailer | Out of Thin Air

Comments