Cinema Críticas

Crítica: Dolittle (2020)

Dolittle Critica de Cinema

CONTÉM SPOILERS DE DOLITTLE!

Após Eddie Murphy encarnar o difícil-de-digerir Dr. Dolittle, Robert Downey Jr. assume as rédeas e o resultado é absolutamente catastrófico. A narrativa é completamente absurda, sem entusiasmo e repleta de momentos esquecíveis. Tendo o dom de poder falar a mesma língua que os animais, um amargurado Dr. Dolittle enclausura-se na sua mansão após a morte da sua esposa em alto mar. Com uma visita de um jovem, que pretende ser seu aprendiz, Dolittle precisa de embarcar numa aventura para poder salvar a Rainha de Inglaterra, que se encontra às portas da morte.

Dolittle Critica de Cinema

Com um elenco (humano e vocal) extraordinário, Dolittle prometia ser uma espécie de redenção para como, até agora, foi retratada a personagem – note-se que já os filmes de Murphy eram penosos. Mas o resultado foi ainda pior do que o expectável. Dolittle é provavelmente um dos piores filmes desta década, com um argumento pobre e de referências básicas, incapaz de satisfazer os miúdos e graúdos com a sua futilidade extrema. Falta alma, carisma e, acima de tudo, alguma seriedade.

O humor não tem qualquer efeito e esgota todas as suas oportunidades ao enveredar por caminhos pouco convenientes. Num filme que se rege maioritariamente por efeitos visuais (ainda assim admito, competentes), pedia-se ao protagonista que conseguisse, pelo menos, suscitar alguma curiosidade. Downey Jr. é extremamente caricatural, sem um poder hipnótico que nos faça torcer por ele ao longo da duração da película.

Dolittle Critica de Cinema

Para além disso, o desfecho e o desenvolvimento de Dolittle cai no erro de tentar misturar várias ramificações de fantasia que culminam numa aventura ridícula e sem um objetivo próprio. Nem mesmo Michael Sheen enquanto vilão consegue salvar esta atrocidade.

Vivemos numa época em que o mundo natural necessita de uma maior defesa e compreensão. Dolittle tinha a missão de ser claro na sua abordagem e de permitir que, de alguma forma, se tornasse educativo a longo prazo. Isso não acontece em nenhum momento e a prestação satírica e extremamente estereotipada de Downey Jr. só prejudica.

A verdade é dura e crua e, numa altura em que o cinema precisa de renascer para contribuir para a educação social ou para proporcionar entretenimento, que estes culminam em filmes direcionados maioritariamente aos mais jovens que são determinantes no desenvolvimento e criatividade dos mesmos a longo prazo.

Dolittle Critica de Cinema

Com isto, Dolittle é um filme a evitar, com um elenco invejável mas com uma realização precária e um argumento baço e sem vida. Que pelo menos sirva de lição a todos os envolvidos de que, se não sabem apreciar o mundo natural, mais vale deixá-lo em paz.

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Dolittle

Título Original: Dolittle

Realização: Stephen Gaghan

Elenco: Robert Downey Jr., Antonio Banderas, Michael Sheen, Jim Broadbent, Jessie Buckley, Harry Collett, Emma Thompson, Rami Malek, John Cena, Kumail Nanjiani, Octavia Spencer, Tom Holland, Craig Robinson, Ralph Fiennes, Selena Gomez, Marion Cotillard, Kasia Smutniak.

Duração: 101 min.

Trailer | Dolittle

Comments