Frame by Frame The Flash TV

The Flash – 6×09 – Crisis On Infinite Earths: Part Three

PODE CONTER SPOILERS DE THE FLASH, BATWOMANSUPERGIRL!!!

Durante algum tempo, tenho visto algumas reações dos fãs da Arrowverse que comparam este crossover com Avengers: EndgameComparações essas que nem liguei bastante mas, após ver esta terceira parte – desta vez a cargo de The Flash – é impossível não associar este episódio a Avengers: Infinity War!

Iris (Candice Patton), Ralph (Hartley Sawyer) e Ray (Brandon Routh) procuram pelo último Paragon; Mia (Katherine McNamara), Diggle (David Ramsey) e Constantine (Matt Ryan) procuram por uma maneira de entrarem no Purgatório para recuperar a alma de Oliver (Stephen Amell); e Barry (Grant Gustin), Frost (Danielle Panabaker), Cisco (Carlos Valdes) e Nash (Tom Cavanagh) tentam impedir a onda de anti-matéria.

The Flash 6x09 Um dos grandes chamarizes deste crossover tem sido a oportunidade de vermos algumas caras familiares de vários universos televisivos ou novas caras que fãs da DC já conheciam, mas que ainda estão para aparecer no pequeno ecrã. Esta terceira parte não é exceção à regra, mas este é um dos casos em que “mais é melhor” acaba por não surtir o resultado desejado. Claro que existe um certo gozo em vermos algumas interações interessantes pelo caminho, mas fica bem claro que a série tenta fazer bastante e acaba por lhe sair o tiro pela culatra.

Um desses casos é a chegada no último Paragon, Ryan Choi. Não me entendam de forma errada, Osric Chau chega e conquista com uma mistura rara de humor contagiante e drama familiar, mas ainda temos de ver aonde é que este humano sem super-poderes se insere na narrativa geral. Este elemento narrativo assume-se claramente como o mais fraco de todo o episódio, mas não menos importante para o resto do crossover em Janeiro (espero eu).

The Flash 6x09

Felizmente, as restantes narrativas paralelas ao episódio cumprem com os seus objetivos e ainda conseguem trazer-nos algumas surpresas pelo caminho. No caso do trio Mia-Diggle-Constantine, as suas aventuras ajudam a dar uma maior importância à tentativa de ressuscitar Oliver (Stephen Amell), se bem que isto também traz uma alteração inesperada e que consegue servir como uma homenagem aos eventos decorridos na banda desenhada. Adicionar cameos de um Espírito de Vingança e de um Diabo charmoso (este último enganou-nos e bem!) compõem a cereja no topo do bolo!

Mas se procuram por emoção, nada melhor do que acompanhar Barry Allen e companhia, que tentam impedir a onda de anti-matéria a todo o custo. Toda a sexta temporada de The Flash tem feito o seu caso para este evento, e o episódio não perde tempo a apresentar-nos a situação, se bem que, tal como o caso de Oliver Queen, subverte as nossas próprias expectativas de uma forma deveras surpreendente, embora nem tanto (tinha de justificar os restantes episódios da sua sexta temporada, claro).

Não é à toa que mencionei Infinity War como uma comparação. Não voltaremos a ver Crisis on Infinite Earths antes de Janeiro, mas deixa-nos um cliffhanger que, francamente, não vai deixar ninguém indiferente e que nos vai deixar a salivar para ver como é que a equipa por detrás das câmaras vão solucionar.

Podem ler o Frame By Frame anterior de The Flash aqui. Podem ainda ler o que achámos do segundo capítulo de Crisis on Infinite Earths aqui.

Comments