Frame by Frame TV Watchmen

Watchmen – 1×08 – A God Walks Into Abar

PODE CONTER SPOILERS DE WATCHMEN!!!

Watchmen tem sido uma série difícil de acompanhar, mas não menos gratificante, muito graças à construção deste mundo alternativo e na história dos seus vários intervenientes, envolta em dor, mágoa, trauma ou amor. A God Walks Into Abar é o melhor exemplo que a série nos ofereceu até agora, desta feita através dos olhos de um certo Calvin Abar, também conhecido como Jon Osterman. Mas decerto que o conhecerão melhor como Dr. Manhattan!

Watchmen 1x08

Com certeza que não deverei ter sido o único a ter reagido de forma chocada com a revelação do episódio anterior da série, em que Calvin (Yahya Abdul-Mateen II) foi revelado como sendo o verdadeiro Dr. Manhattan. E embora esta revelação tenha servido para justificar algumas das ações do personagem ao longo da série, este twist também nos ofereceu mais perguntas por responder, com a principal sendo “como raio é que Angela (Regina King), uma polícia de Tulsa, Oklahoma, se encontrou numa relação amorosa com O Dr. Manhattan?”. Este episódio responde a esse e outros mistérios, mas não da forma como possam estar a pensar.

Watchmen não é imune a episódios que recorrem a flashbacks para melhor explorar algumas personagens centrais na narrativa (Little Fear of LightningThis Extraordinary Being são apenas alguns exemplos), mas não é justo incluirmos A God Walks Into Abar dentro do mesmo saco. Como o próprio Deus azul comenta, este vive a passagem do tempo de forma única dos restantes humanos. Enquanto nós, seres humanos, vivemos o nosso tempo de forma linear, Manhattan vive cada um dos seus momentos mais importantes ao mesmo tempo. A equipa técnica da série aproveita esta deixa para nos oferecer um episódio visualmente riquíssimo e arriscado, com transições quase impossíveis de notar.

Watchmen 1x08Se em termos visuais e sonoros A God Walks Into Abar está absolutamente mágico, a narrativa está absolutamente imaculada. A primeira parte do episódio concentra as suas atenções no encontro fatídico com Angela e, embora tenhamos direito aqui a uma história de amor doce entre uma humana e um deus pautado também pela dor, sacrifício e tragédia, também nos concede algumas respostas necessárias sobre alguns mistérios pendentes que a série nos colocou até agora. E agora, é impossível não olharmos para todo o trajeto que Watchmen traçou com um novo olhar e conhecimento. Tudo, desde a origens misteriosas de Phillips (Tom Mison) e Crookshanks (Sara Vickers), a forma como Adrian (Jeremy Irons) acabou no paraíso da Europa, uma das luas de Júpiter, ou mesmo como Will (Louis Gossett Jr.) entra nesta equação. Tudo, absolutamente tudo, tem resposta neste episódio.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Watchmen aqui.

0 94 100 1
94%
Average Rating

Watchmen entrega-nos um episódio absolutamente perfeito já perto do seu findar. Arriscado, doce, trágico, esclarecedor.

  • 94%

Comments