Mini-Reviews TV TV

Will & Grace – Midseason Finale – 11ª Temporada

Will & Grace

PODE CONTER SPOILERS DE WILL & GRACE!!!

Hoje em dia, vivemos em redor de séries antigas que, por milagre ou por insistência tanto dos fãs como dos participantes, tentam encontrar nova vida e lugar dentro de uma audiência mais nova. Will & Grace – uma das sitcoms de eleição da NBC – pode não ter começa esta trend, mas é uma que se tem mantido surpreendentemente consistente, especialmente com as temáticas de hoje em dia. E esta 11ª temporada – que arrancou mais cedo do que o esperado graças a uns problemas nos bastidores – não é exceção a essa regra. No entanto, esta também será a temporada que marcará o fim definitivo das vidas de Will (Eric McCormack), Grace (Debra Messing), Jack (Sean Hayes) e Karen (Megan Mullally).

Will & Grace

O MELHOR:

A temporada final de Will & Grace “ataca” um dos temas mais sensíveis da atualidade: gradivez.

Durante o seu início em finais dos anos 90/início do novo milénio, Will & Grace era uma das poucas séries que pode ser considerada “progressiva”, especialmente no que toca às temáticas relacionadas com a comunidade LGBTQ, com Will e Jack a integrarem essa mesma comunidade. Não era propriamente uma boa época para a série – mesmo Ellen DeGeneres sofreu no corpo por ter-se assumido perante o público na época. Hoje em dia, a série pode ser vista como “essencial” dentro deste panorama mais atual, ao mesmo tempo que vai ao ataque de algumas temáticas mais modernas e controversas.

E é isso mesmo que esta temporada se predispõe a transmitir nesta temporada final. Não só vemos Will a tentar abraçar o seu desejo de se tornar num pai, como também Grace, depois de umas aventuras mirabolantes pela Europa fora, acaba por engravidar. Na maior parte das ocasiões, esta série de eventos permite-nos soltar algumas risadas (The Grief Panda é um dos episódios mais bizarros que a série nos ofereceu até agora, se bem um tanto ou quanto tocante por seu próprio mérito), mas também permite-nos discutir algumas questões como a gravidez numa idade mais avançada com o conceito de famílias monoparentais. São temas modernos que ainda hoje conseguem ser bastante controversos e escorrer tinta e palavras no meio de discussões. É esse mesmo o desafio que Will & Grace se apresenta, e só fica a ganhar com as possibilidades que essas temáticas podem oferecer nesta farewell tour.

Will & Grace

O PIOR:

Cinco episódios não chegam para criar uma pausa consistente.

A maior parte das sitcoms costumam exibir uma quantidade equilibrada de episódios para depois entrarem numa pausa que nos deixa a desejar por ver mais do que podem oferecer nos episódios futuros. Infelizmente, Will & Grace falha nessa vertente.

Sim, estabelece muito bem o trajeto que a série irá tomar daqui para a frente, o que não é necessariamente maligno. No entanto, não sabemos exatamente bem aonde é que a série quer chegar com esta pausa. Talvez a série faça melhor sentido quando regressar em Fevereiro do próximo ano, mas até lá, é tudo uma incógnita.

Podem ler a nossa Mini-Review anterior de Will & Grace aqui.

0 78 100 1
78%
Average Rating

A temporada final de Will & Grace continua a mostrar a sua veia cómica de forma consistente, ao mesmo tempo que aborda o tema delicado em redor da gravidez na meia-idade.

  • 78%

Comments