DC Universe's Titans Frame by Frame TV

Titans – 2×12 – Faux Hawk

Titans 2x12

PODE CONTER SPOILERS DE TITANS!!!

Na maior parte das séries de super-heróis que existem atualmente no mercado, os penúltimos tendem a mostrar o melhor que as respetivas temporadas conseguem oferecer. Titans tenta isso mesmo com Faux Hawk, mas os resultados deixam um bocado a desejar.

Neste episódio, reencontramos Hank (Alan Ritchson) que, no meio de tantas lutas de rua e consumo de drogas, perde o seu fato para um impostor. Entretanto, Donna (Conor Leslie) e Dawn (Minka Kelly) procuram por pistas do paradeiro de Gar (Ryan Potter) e Conner; Rachel (Teagan Croft) e Kory (Anna Diop) procuram por Dick (Brenton Thwaites); Dick confirma umas suspeitas e faz uma encomenda; e Rose (Chelsea Zhang) abre o jogo a Jason (Curran Walters).

Titans 2x12

O pior que se pode dizer deste episódio de Titans é que tenta conjugar imensa coisa ao mesmo tempo; aliás, tem sido esse o sistema de alguns episódios desta temporada. Por si só, nem é um grande problema; aliás, consegue dar algo para todos os intervenientes fazerem. O problema reside em quais deles serão os mais importantes ou não. E no grande esquema das coisas, a verdade é que nem todas tiveram grande importância, especialmente considerando que a temporada está prestes a encerrar a sua segunda temporada.

Um desses casos foi o de Dick que, fora apresentar-nos oficialmente ao seu estilista (que possui algumas semelhanças hilariantes com uma Edna Mode de The Incredibles), pouco ou nada mais fez do que confirmar o cliffhanger do episódio anterior e nem um tease sobre o seu novo fato (que, na era da Internet, já foi praticamente desvendada). O mesmo se aplica às narrativas das mulheres da série, com Kory e Rachel a resumirem a sua cena a um par de troca de insultos e kiss & make-up, enquanto Donna e Dawn, apesar de entreterem à sua maneira, simplesmente permitiu que estas ficassem a par da situação de Gar e Conner.

Titans 2x12

O que nos deixa apenas com Hank e Rose, e estes dois revelaram-se como as maiores forças do episódio. Por um lado, Hank revela-se no seu rock bottom, com o herói a refugiar-nas lutas ilegais e no consumo de drogas para fugir dos seus problemas. O problema com um sósia de Hawk serviu como o nail in the coffin e, com certeza, um trajeto pessoal para ele traçar quando – e se – regressar na temporada seguinte.

O que nos deixa com Rose, e os resultados são um bocado mistos. Por um lado, a jovem protagonizou o seu próprio arco de flashbacks, o que nos mostra um pouco da sua juventude e da sua relação complicada com Slade (Esai Morales), já para não falar de nos dar uma espécie de pseudo-The Judas Contract. E isto sem falar do facto de justificar a sua receção na série. No entanto, um flashback antes do season finale não parece ser uma jogada arriscada para melhorar uma personagem um tanto ou quanto redundante. E o fato de Ravager? É melhor nem mencionar tal coisa. E considerando que a maior parte dos fatos vistos na série até têm sido comic accurate, o de Ravager deixa bastante a desejar.

Mas pronto, o que vale é que Titans encerra a sua segunda temporada para a semana. E com ele, vem o renascimento de Dick Grayson como Nightwing (não é spoiler se está no título) e a batalha pela alma de alguém.

Podem ler o Frame By Frame anterior aqui.

0 65 100 1
65%
Average Rating

Apesar das suas melhores intenções, Titans falha em várias áreas numa tentativa vã de preparar-nos para o seu segundo season finale.

  • 65%

Comments