Mini-Reviews TV TV

The Dragon Prince – Season Finale – 3ª Temporada

The Dragon Prince

PODE CONTER SPOILERS DE THE DRAGON PRINCE!!!

Não é exatamente uma grande novidade que o catálogo da Netflix é um dos mais vastos e invejáveis dentro dos serviços de streaming na atualidade. E no meio de tantos produtos que recaem no mainstream, seria de esperar que os underdogs costumem passar ao lado de muita gente, independentemente do género em que estes se inserem. The Dragon Prince é um desses casos: uma série que pouca gente está a par, mas que vai evoluindo com cada temporada que vai exibindo. E esta sua terceira temporada continua a mostrar essa tendências ascendente!

Esta temporada arranca quase de imediato depois dos eventos decorridos na temporada anterior. Callum (Jack De Sena) e Rayla (Paula Burrows) prosseguem com a sua missão de escoltar o dragão Zym para a sua mãe e criar uma nova era de paz entre a raça humana e as criaturas mágicas de

ia. Enquanto isso, Ezran (Sasha Rojen) regressa ao seu reino para reclamar o trono que é seu por direito, mas o jovem encontra alguns desafios pelo caminho.

The Dragon PrinceO MELHOR:

The Dragon Prince continua a melhorar a olhos vistos, em praticamente todos os sentidos.

Considerando que a série se insere no género de fantasia medieval, seria de esperar um toque de originalidade nos seus mundos e seres que nos apresenta. As duas temporadas anteriores ilustraram essa mesma originalidade com mundos deveras fascinantes, e esta não é exceção.

Com uma maior fatia da ação da temporada a decorrer no mundo de Xadia, a equipa técnica de The Dragon Prince não olha a meios para transmitir a sua visão deste mundo inexplorado, com elementos mágicos e adoráveis como perigos inéditos. É um testamento de como a série tem vindo a evoluir nessa componente mais técnica, com mundos cada vez mais detalhados e impressionantes, mas também pelo seu estilo de animação que vai mostrando sinais de evolução gradual.

The Dragon Prince

Enquanto a componente audiovisual evolui a olhos vistos, as personagens e respetivas dinâmicas com os seus próximos e com o mundo à sua volta também sofre mudanças para melhor. Com uma enorme fatia da temporada centrada no duo de Callum e Rayla, vemos a sua relação a evoluir a olhos vistos, culminando num pay-off inevitável, mas que também não deixa de ser enternecedor. Ezran pode não ter mudado muito, mas é mais do que certo que a sua visão do mundo mudou aquando da sua experiência como Rei de Katolis. Mesmo algumas personagens secundárias recebem um boost, como é o caso de Amaya, que recebe uma nova amizade improvável.

Essa mesma evolução pode ser vista nos seus vilões. Com Viren (Jason Simpson) cada vez mais profundo na sua maldade, a sua postura também vai influenciando aqueles que estão à sua volta, como o caso dos seus filhos, Claudia (Racquel Belmonte) e Soren (Jesse Inocalla), que se tornam mais definidos nas suas intenções e posições nesta temporada.

The Dragon Prince

The Dragon Prince é um produto que pode agradar tanto a miúdos como graúdos, e muito se deve à sua narrativa. Enquanto a camada mais jovem irá apreciar a série pelos seus mundos e personagens, os adultos decerto apreciarão esta terceira temporada pelos riscos que continuam a tomar ao tornar a narrativa mais pesada que as suas antecessoras sem o risco de se tornar numa série de animação para uma camada exclusiva. E embora a temporada se retire com um típico final feliz que seria melhor servido como um series finale, a verdade é que a temporada deixa-nos com algumas dicas sobre o que o futuro da série lhe reserva.

O PIOR:

Não há muito para dizer de negativo sobre esta temporada.

Resta saber se a Netflix irá renovar a série para uma quarta temporada. Até lá, podem reler a nossa Mini-Review anterior aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 85 100 1
85%
Average Rating

Depois de duas temporadas surpreendentes, The Dragon Prince regressa para uma terceira igualmente impressionante em todos os campos imagináveis.

  • 85%

Comments