Mini-Reviews TV TV

She-Ra and the Princesses of Power – Season Finale – 4ª Temporada

PODE CONTER SPOILERS DE SHE-RA AND THE PRINCESSES OF POWER!!!

Oriunda do serviço de streaming NetflixShe-Ra and the Princesses of Power é uma daquelas pérolas que pouca gente conhece. É também uma série que tem escalado nos riscos tomados temporada após temporada. E esta quarta temporada, bem, pode muito bem ser vista como a fase mais negra da série até agora.

Esta temporada arranca pouco tempo depois da conclusão da sua temporada anterior, com Glimmer (Karen Fukuhara) a ser coroada como a nova Rainha de Bright Moon. No entanto, esta coroação traz consigo os seus mais variados desafio, desde um novo choque de vontades entre Glimmer e Adora (Aimee Carrero), e isto sem mencionar os constantes avanços de Hordak (Keston John) e Catra (AJ Michalka).

She-Ra and the Princesses of Power

O MELHOR:

Bem, esta temporada de She-Ra and the Princesses of Power é definitivamente mais negra do que o costume.

Um dos elementos que marcou a maior parte da série residia na relação complexa entre Adora e Catra, com esta a ser resolvida de forma definitiva. Ao mesmo tempo que testemunhámos esta relação, testemunhámos também a cumplicidade entre Adora e Glimmer, o que nos proporcionou alguns momentos doces na série. No entanto, esta temporada decidiu alterar as dinâmicas que pensávamos conhecer bastante bem a apresenta-nos duas amigas que, agora, discordam sempre que possível. É uma dinâmica inovadora dentro da série, mas que conta também com alguns danos colaterais pelo caminho, sem uma única resposta que se possa considerar “certa”. Por um lado, podemos escolher o lado de Adora, mas por outro, somos também capazes de entender a lógica por detrás das ações da Rainha Glimmer.

She-Ra and the Princesses of Power

Mas também não é apenas no lado dos bons que vamos testemunhando o negrume desta temporada. Catra acaba por encapsular uma das maiores transformações da temporada, mas não no melhor sentido. Já se sabia que a personagem tinha uma predisposição quase tóxica no que toca às suas amizades, mas esta temporada coloca o seu comportamento numa posição cada vez mais extrema, ao ponto de mesmo os seus aliados começarem a notar nas suas intenções menos honestas e/ou nobres. Um desses momentos encontra-se quando Scorpia (Lauren Ash) finalmente “abre os olhos” quanto a Catra, o que a coloca cada vez mais deslocada.

Ainda que a temporada seja praticamente mais negra do que o habitual (o que engloba alguns twists imprevisíveis e momentos semi-chocantes), isso não implica que She-Ra and the Princesses of Power tenha perdido o seu sentido de humor de repente. Não só o humor continua bem presente conforme a necessidade da narrativa episódio após episódio, como também ainda temos direito a episódios que recaem precisamente na “parvoíce” necessária. Destaque para os episódios Boys’ Night Out, que coloca Bow (Marcus Scribner), Sea Hawk (Jordan Fisher) e Swift Wind (Adam Ray) numa situação deveras idiótica, mas bem humorada; e Mer-Mysteries, que praticamente goza com o género dos murder mysteries à la Agatha Christie.

She-Ra and the Princesses of Power

She-Ra and the Princesses of Power também consegue ser uma série que consegue entreter. E enquanto esta quarta temporada consegue aproveitar algumas caras conhecidas na melhor forma possível (com Scorpia a ser um dos grandes destaques desta temporada), também temos direito à estreia de Double Trouble (Jacob Tobia), um personagem metamorfo que, além de influenciar na inclusão de personagens não-binárias, também tem uma presença inegável, nunca se sabendo quais serão as suas intenções ou lealdades, mas sempre com um à-vontade mesmo nas situações mais agrestes.

O PIOR:

Não há defeitos para apontar para esta temporada de She-Ra and the Princesses of Power.

A série tem vindo a melhorar a olhos vistos, temporada após temporada, aumentando os seus riscos de forma bastante consistente. E esta temporada não é exceção à regra, com riscos que vão mudando a nossa perceção da série e que nos atira com cliffhangers demasiado deliciosos para não terem a sua devida conclusão. Isto é, presumindo que a Netflix demonstre o interesse de renovar a série para uma quinta temporada.

Podem ler a nossa Mini-Review anterior de She-Ra and the Princesses of Power aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 86 100 1
86%
Average Rating

She-Ra and the Princesses of Power apresenta-nos uma temporada mais tensa do que as suas antecessoras, mas não menos importante para quem gosta desta versão da personagem desde o primeiro episódio.

  • 86%

Comments