Mini-Reviews TV TV

The Dark Crystal: Age of Resistance – Season Finale – 1ª Temporada

The Dark Crystal: Age of Resistance

PODE CONTER SPOILERS DE THE DARK CRYSTAL: AGE OFRESISTANCE!!!

Quando pensamos no nome de Jim Henson, depressa pensamos nas suas duas obras mais importantes: The Muppet ShowSesame Street. No entanto, uma das suas obras mais “obscuras” é, sem sombra de dúvidas, The Dark Crystal, um conto fantasioso que Henson tinha trabalhado juntamente com um dos seus maiores colaboradores, Frank Oz. O filme de 1982 pode não ter sido muito bem recebido na altura em que foi lançado, mas ao longo das décadas, obteve o afamado estatuto de filme de culto. E agora, volvidos quase 40 anos, o mundo de The Dark Crystal ganha nova vida sob a forma da mais recente série da NetflixThe Dark Crystal: Age of Resistance!

1000 anos antes dos eventos ocorridos no filme, os Gelflings vivem em harmonia, cada um dos sete clãs espalhados pelo planeta Thra e governados pelos Skeksis, um grupo de criaturas semelhantes a abutres que governam Thrat e se auto-intitulam de Senhores do Cristal da Verdade. No entanto, Rian (Taron Egerton), um jovem guarda do Castelo do Cristal, faz uma descoberta chocante: não só os Skeksis têm abusado dos poderes do Cristal para conseguirem obter a vida eterna (corrompendo o Cristal e libertando a Escuridão em Thra no processo), como também drenam os Gelflings da sua essência para obterem esse mesmo efeito. Destronado pela verdade, Rian tenta montar uma resistência para fazer frente aos seus antigos Senhores. E isto sem desconhecer que, noutros cantos de Thra, duas jovens Gelflings, Brea (Anya Taylor-Joy) e Deet (Nathalie Emmanuel), também encontram as suas respetivas demandas e tentam salvar Thra de uma destruição inevitável.

The Dark Crystal: Age of Resistance

O MELHOR:

The Dark Crystal: Age of Resistance é um mundo deveras impressionante.

Quando se opta por elaborar uma série que tenta fazer justiça ao original, é normal que exista alguma resistência por parte dos fãs. Por um lado, optando pelo método de marionetas, que definiu a carreira de Jim Henson desde o início, traz uma certa nostalgia; no entanto, este método costuma apresentar algumas limitações, especialmente numa altura em que a animação cada vez mais faz uso dos métodos digitais para poder dar uma nova vida aos seus mundos mirabolantes. Felizmente, The Dark Crystal: Age of Resistance é um caso aparte, uma vez que a série de 10 episódios – todos eles realizados por Louis Leterrier – consegue mostrar-nos um casamento perfeito entre os métodos tradicionais e os modernos. Temos direito a marionetas e espaços físicos elaborados ao mais ínfimo detalhe – o mesmo também se aplica ao guarda-roupa rico e variado – e que consegue trazer aquela magia inerente sempre que vemos uma obra de Henson, enquanto os métodos tecnológicos conseguem ser fidedignos o suficiente para nos impressionar episódio após episódio. Mas não se trata apenas de demonstrar aquele elemento mágico, mas também de conferir alguns movimentos das marionetas que, de outra forma, estariam severamente limitadas.

The Dark Crystal: Age of Resistance

Outra das grandes limitações do uso das marionetas é que, muito raramente, conseguem ser expressivas o suficiente. Felizmente, os vários atores que lhes emprestam as vozes revelam-se bastante competentes nas suas próprias narrativas. E The Dark Crystal: Age of Resistance conta com um elenco bastante poderoso! EgertonTaylor-JoyEmmanuel podem ser os claros protagonistas dos seus arcos individuais e da história em geral, mas entre eles podemos encontrar alguns nomes bem sonantes dentro da indústria do entretenimento. Nomes como Benedict WongSimon PeggJason IsaacsMark Hamill ou Keegan-Michael Key são apenas alguns nomes que podemos encontrar nesta série. E alguns desses nomes também estão encarregues de interpretar os Skeksis, que tentam mascarar as suas vozes ao ponto de tentarmos perceber quem é que está a vocalizar quem. Um exercício intenso, mas que mostra o talento vocal que a série possui ao seu dispor.

Uma das razões pelas quais The Dark Crystal foi bem ignorada nos anos 80 reside no simples facto de ser um produto mais “maduro” de Jim Henson, cujo nome costuma estar associado a projetos mais kid-friendlyThe Dark Crystal: Age of Resistance não só mantém esse mesmo negrume do princípio ao fim, mas ainda vai mais longe. Não só nas suas temáticas que apresenta, mas também nos momentos verdadeiramente chocantes e violentos que vai apresentando. Ainda que a Netflix classifique a série para “maiores de 7 anos”, convém que, se os mais pequenos quiserem ver a série, que o façam na companhia de um adulto.

The Dark Crystal: Age of Resistance

O PIOR:

The Dark Crystal: Age of Resistance pode ser demasiado ambicioso para o seu próprio bem.

Sendo uma prequela, é inevitável que o trilho da série leve inevitavelmente para os eventos ocorridos no filme. E considerando que a maior parte destes personagens são criações originais, sem qualquer tipo de ligação com o filme, retira o impacto desejado. São vários os personagens que causam o impacto nesta série, mas fica a ideia clara que não devemos criar fortes laços com estes, uma vez que, no panorama geral deste universo, simplesmente não têm um impacto significativo.

A série pode tomar como base o filme, claro, mas também corre o risco de, tal como outras prequelas, de ofuscar o filme original. Se não for pelo conteúdo, que seja pelo sentido de escala, de se sentir “maior” do que o devido. Pode ser apenas a minha paranóia a falar mais alto, mas creio que The Dark Crystal: Age of Resistance poderia ser um produto bem mais poderoso se conseguisse assentar nos seus próprios pés em vez de “descansar nos ombros de gigantes”.

Fora isso, The Dark Crystal: Age of Resistance consegue oferecer algo único no catálogo da Netflix: um casamento entre os métodos tradicionais e modernos, um sentido de estilo e identidade claramente icónicos, um elenco vocal repleto de nomes sonantes da indústria que dá claramente o seu melhor e, mais importante ainda, permite-nos revisitar um mundo único, fruto da mente brilhantes que foi Jim Henson.

Podem ler outras Mini-Reviews aqui.

Estado da série: STAND-BY

0 80 100 1
80%
Average Rating

Apesar de ser demasiado ambiciosa para o seu próprio bem, The Dark Crystal: Age of Resistance permite-nos revisitar a mente fértil de Jim Henson ao mesmo tempo que continua a ser tecnologicamente impressionante.

  • 80%

Comments