DC Universe's Swamp Thing Frame by Frame TV

Swamp Thing – 1×10 – Loose Ends

Swamp Thing 1x10

PODE CONTER SPOILERS DE SWAMP THING!!!

Há coisas que alguns finais de uma série nunca deveriam fazer. Especialmente dar-nos algumas dicas sobre o que poderíamos esperar de um futuro que, infelizmente, nunca mais irá tomar lugar. Por causa de dramas nos bastidores, Swamp Thing viu-se tornar numa dessas vítimas. Para começar, viu os seus 13 episódios iniciais a serem reduzidos para 10. E depois da estreia de um primeiro episódio soberbo, a série acabou por ser cancelada. E ao vermos este episódio final, é impossível não desejarmos que a DC Universe voltasse atrás com a sua palavra, com este series finale a deixar portas abertas para um futuro que nunca virá, mas dando algumas dicas mais do que aparentes do que poderíamos esperar. E isso é algo que nunca se faz!

Neste episódio, Swamp Thing (Derek Mears) prepara-se para enfrentar uma nova vaga de inimigos; Abby (Crystal Reed) procura por respostas; Avery (Will Patton) volta a fazer das suas; e Jason (Kevin Durand) encontra-se cada vez mais desequilibrado.

Swamp Thing 1x10

Tal como o título do episódio sugere, Swamp Thing tenta o seu melhor para encerrar as suas linhas narrativas que estiveram deixadas em lume brando aquando dos seus episódios finais. E em vários campos, este episódio acabou por cumprir com essa promessa, mostrando todo um conjunto de eventos que serviram de desfecho natural para algumas das suas personagens centrais. No que toca a trajetos conclusivos, nada me tira da cabeça os destinos que os Sunderlands sofreram neste episódio, com Maria (Virginia Madsen) a obter uma “paz” pelo meio de insanidade ou de Avery colher exatamente o que plantou através dos seus atos horrendos, quase como se se tratasse de uma espécie de “justiça poética”.

No entanto, e apesar de este episódio tentar encerrar algumas linhas narrativas, fica a ideia de que os produtores da série tinham uma grande esperança que esta fosse renovada. Isto traduz-se em alguns momentos que ficaram por resolver, deixados para uma segunda temporada que, infelizmente, a menos que a DC Universe tente revisitá-la através de um revival (embora tal não pareça bastante fiável neste ponto), nunca irá tomar lugar, especialmente à luz de uma cena pós-créditos que nos dá uma pena ainda maior.

Swamp Thing 1x10

Apesar desse teor agridoce, Loose Ends ainda nos ofereceu alguns momentos-chave para os fãs que permaneceram fiéis à série. Um desses momentos recai precisamente em mais um confronto entre Swamp Thing e um punhado de humanas que julgam serem capazes de subjugar a criatura. É uma sequência curta em toda a proporção do episódio, mas voltam a pintar o nosso protagonista titular como um “bicho-papão” impossível de combater. Temos direito ao body horror que agraciou a série durante uma boa porção do seu desenlace, e não deixa de ser um confronto final bastante satisfatório. Também existe o caso de Jason Woodrue que, face à “perda” do episódio anterior, torna-se ainda mais instável do que antes, tornando-o ainda mais imprevisível do que antes.

Mas ainda assim, esses momentos fantásticos e/ou chocantes em nada desculpam o facto de o episódio não conseguir dar-nos um desfecho satisfatório, deixando claro algumas ideias pertinentes que poderiam ser exploradas numa segunda temporada ou, muito provavelmente, um spin-off que também julgamos que não irá tomar lugar.

Swamp Thing teve uma estadia bastante curta em relação às restantes séries da DC Universe que tiveram as suas estreias até agora (numa recapitulação: a segunda temporada de Titans estreia já em Setembro, enquanto Doom Patrol Young Justice também foram renovadas), mas a sua breve presença deu origem a algo diferente para o recém-nascido serviço de streaming. Vai deixar saudades, claro, mas não se pode negar o curto impacto que a série causou.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Swamp Thing aqui.

0 78 100 1
78%
Average Rating

Apesar de ser um final definitivo que deixa bastante a desejar, Swamp Thing manteve-se fiel aos traços a que nos habituou. Foi um final que desapontou, mas contou com elementos que fizeram o gáudio dos fãs.

  • 78%

Comments