Frame by Frame The Handmaid's Tale TV

The Handmaid’s Tale – 3×08 – Unfit

The Handmaid's Tale 3x08

CONTÉM SPOILERS DE THE HANDMAID’S TALE!

Praise be! Estamos de volta a Gilead e June está em sarilhos após Ofmatthew ter denunciado as suas intenções à Aunt Lydia. E, por falar nisso, conheçam Lydia Clements, uma educadora com um coração genuíno e prestes a encontrar alguém especial na sua vida. O futuro de June pode estar em vias de mudar, enquanto que um evento enlouquece Ofmatthew.

Apesar destes últimos episódios estarem a “denegrir” um pouco a génese de The Handmaid’s Tale, é quase impossível não nos sentirmos cativados. A série está numa busca desenfreada por preencher episódios, utilizando algumas narrativas paralelas para o feito. Ann Dowd brilha em Unfit, dando a conhecer o passado “amoroso” da Aunt Lydia e o que a torna tão desequilibrada. No entanto, é no desenvolvimento da narrativa principal que The Handmaid’s Tale tem perdido foco.

The Handmaid's Tale 3x08

Não quero dizer com isto que a série está nas “ruas da amargura”, nada disso. Mesmo com um decréscimo significativo na forma como estão a articular a história, The Handmaid’s Tale continua a ser um produto televisivo de referência, com uma realização soberba e direção de fotografia exímia. O grande problema é mesmo a impulsividade com que os argumentistas estão a tratar a protagonista e a forçá-la a ser algo que, de facto, nunca foi. Vemos aqui uma June vingativa, como que uma versão rasca de uma tirana e onde o seu “micropoder” a corrompe a cada minuto. Está a tornar-se numa vítima de Gilead no pior sentido possível. A verdade é que Elisabeth Moss é extremamente cativante, seja qual for a faceta que os argumentistas queiram mostrar de June.

O grande problema? É que June é uma mestre do disfarce, sempre camuflou bem as suas intenções e, em vez de procurarem soluções, os argumentistas recorrem à via mais fácil de a transformarem em algo que nunca esteve enraizado na sua construção enquanto personagem. Mesmo que o episódio entretenha e a história paralela da Aunt Lydia tenha surtido efeito, The Handmaid’s Tale está a caminhar por linhas ténues e pode fragilizar-se ainda mais se permanecer neste registo.

The Handmaid's Tale 3x08

É necessário um trabalho mais afincado no que respeita à narrativa principal, apostando nas personagens de forma inteligente e não ir por atalhos para mostrar o impacto que Gilead tem na sua protagonista. Para além disso, sente-se que a série não está a conseguir condensar a sua história porque tem demasiados episódios. Quanto mais se prolonga, mais difícil se torna arranjar argumento para os preencher, permitindo que haja uma dispersão desnecessária da narrativa.

Ainda assim, não deixa de ser um episódio bem apelativo em termos visuais e com uma prestação magnífica de Ann Dowd.

The Handmaid's Tale 3x08

Leiam o nossos Frame by Frame anterior de The Handmaid’s Tale aqui.

0 74 100 1

74%
Average Rating

Apesar de continuar com um decréscimo de qualidade na narrativa principal, a série da Hulu continua a ter alguns trunfos na manga, explorando o passado de uma das suas melhores personagens.

  • 74%

Comments