Cinema Críticas

Crítica: Toy Story 4 (2019)

Quando se decide fazer uma sequela de um filme que teve muito sucesso, há um grande desafio a superar, pois a fasquia está elevada e, portanto, o risco de desiludir também é grande. Trata-se de uma tarefa muito complicada. Mais complicado do que fazer dois filmes de alta qualidade? Fazer três. Mais complicado ainda? Fazer quatro. Mas aparentemente a Disney e a Pixar não conhecem fronteiras. Pois é, juntas conseguiram aquilo que à primeira vista parece ser quase impossível de alcançar.

Quando soube que ia sair o Toy Story 4, achei completamente desnecessário. O 3 terminou de uma forma tão perfeita que eu senti que fazer o 4 seria um enorme erro, pois podiam estragar a obra de arte. Onde é que se ia arranjar imaginação suficiente para fazer outro Toy Story de sucesso? Parecia-me muito difícil. Hoje fui ver o filme e posso dizer-vos sinceramente que este se trata da cereja no topo do bolo: era mesmo necessário fazê-lo? Não, mas ele acrescentou à história um toque final muito especial.

Gosto muito de ir ao cinema quando se trata de ver um filme destes. Isto porque é muito interessante ver quem partilhará a sala de cinema comigo, serão as crianças? Ou serão os adultos nostálgicos a tentar agradar ao petiz que ainda vive dentro deles e que se alimenta das memórias de tardes passadas a ver os filmes anteriores? Hoje vi apenas crianças, e os únicos adultos que ali se encontravam estavam a acompanhá-las. Acredito que todos nós saímos da sala satisfeitos, pois Toy Story 4, à semelhança dos seus antecessores, consegue prender a atenção de qualquer idade.

O filme tem um enredo muito bonito, carregado de emoções desde o início até ao fim. Vemos um bocadinho de tudo: aventura, drama, ação, romance, comédia e também dá para detectar uns toques suaves de terror, tudo na medida certa. São-nos apresentadas novas personagens, como é o caso de Forky, Ducky, Bunny, Gabby-Gabby e Duke Caboom e todas elas contribuem bastante para o encanto da história.

Há que mencionar o nível de detalhe de Toy Story 4. Sendo um filme da Disney e da Pixar eu já não devia ficar admirada, mas fico sempre. A cola nos olhos de Forky, as costuras das roupas do Woody, os riscos e marcas de uso do Buzz. Nestes pequenos detalhes vejo um enorme profissionalismo, empenho e amor à arte. Palmas.

Mas o melhor de Toy Story 4 é aquilo que nos ensina: Lições que também servem para os mais novos mas que são sobretudo direccionadas para os adultos. O filme fez-me constatar o quanto um grupo de brinquedos nos consegue ensinar, mesmo que tenhamos 20, 30, 40 ou até mais anos. Vejam-no e vão entender o que quero dizer.

Toy Story 4 fala-nos de amizade, de amor e de lealdade. E aquele final… Bem, só vos digo que tenho 24 anos e hoje chorei a ver um filme de animação, não tenho vergonha de o admitir. Um choro de emoção e também de orgulho por uma história tão épica ter nascido no mesmo ano que eu. Para o infinito e mais além!

Convido-vos a ler também as críticas de Toy Story 1, Toy Story 2 e Toy Story 3.

Podem ler outras críticas aqui.

Título Original: Toy Story 4
Título: Toy Story 4
Realização: Josh Cooley
Elenco: Tom Hanks, Tim Allen, Annie Potts, Tony Hale, Keegan-Michael Key, Madeleine McGraw, Christina Hendricks, Jordan Peele, Keanu Reeves, Ally Maki
Duração: 100 minutos

Trailer | Toy Story 4

Comments