Frame by Frame Supergirl TV

Supergirl – 4×22 – The Quest for Peace

PODE CONTER SPOILERS DE SUPERGIRL!!!

E aqui estamos nós, para o episódio final da quarta temporada de Supergirl, que consegue encerrar algumas pontas soltas que foram deixadas em aberto nesta temporada claramente mais fraca do que estávamos à espera.

Lex Luthor (Jon Cryer) está de regresso e coloca os seus verdadeiros planos em ação. No entanto, encontra oposição na forma de Kara (Melissa Benoist) e de vários aliados.

Supergirl 4x22

Já é certo e mais que sabido que a chegada de Lex Luthor a Supergirl foi uma lufada de ar fresco que a temporada estava a precisar já há muito tempo, e muito se deveu à performance de Jon Cryer até agora. E embora este episódio tenha-nos oferecido mais um pouco do que o personagem conseguiu oferecer até agora, também veio acoplado com alguns momentos que nos deixaram com bastantes dúvidas sobre a sua seriedade (um desses momentos envolve Lex no seu fato a cantarolar “My Way” de Frank Sinatra enquanto destrói as forças armadas da Kaznya).

Fora esse e outros momentos mais “estranhos”, a reunião dos Luthors em plena Sala Oval foi tudo o que já estaríamos à espera da série, com Lena (Katie McGrath) e Lillian (Brenda Strong) ambas de pé atrás com os planos de Lex, que envolve a “escravatura” dos alienígenas para melhoria da população humana e resolver um dos grudges do vilão. Teve-se direito a tensão, emoção e também algumas revelações chocantes pelo caminho durante uma boa porção do episódio.

Supergirl 4x22

Mas é claro que este não seria um season finale completo se não tivéssemos direito a vários confrontos em várias frentes. E nesse caso em particular, Supergirl não desiludiu, desde Kara a utilizar ambos os punhos e a caneta para fazer frente a Lex; Alex (Chyler Leigh) e James (Mehcad Brooks) a fazerem frente a Ben Lockwood (Sam Witwer) e aos seus Sons of Liberty; ou J’onn (David Harewood), Nia (Nicole Maines) e Brainy (Jesse Rath) a salvarem os alienígenas aprisionados. Os três segmentos tiveram direito aos seus momentos mais altos e à resolução de alguns itens pendentes, mas também teve-se direito a conclusões que, apesar de encerrados, deixaram um travo amargo na boca, desde a reprogramação de Brainy até à redenção da Red Daughter.

E mesmo com estas conclusões e outras que foram obtidas no ato final do episódio (que faz com que testemunhemos uma regressão no status quo estabelecido durante a temporada), ficava a pergunta de “e agora? O que nos está reservado para a temporada seguinte?”. Pois bem, este mesmo episódio ofereceu-nos algumas dicas do que poderemos esperar para a quinta temporada que estreia ainda este Outono, desde um novo oponente para lidar, até a uma transformação de uma personagem-chave para antagonista, ou mesmo a estadia prolongada de uma das guests desta segunda parte da temporada. Ah, e isto sem mencionar os teases finais para Crisis on Infinite Earthscom o Monitor (LaMonica Garrett) a fazer novamente das suas.

Vendo pelo lado positivo, não teremos de esperar muito tempo até Supergirl regressar ao ativo, com uma quinta temporada que pode cumprir com algumas promessas. Mas tal não significa que a temporada seguinte possa redimir o desastre que foi esta quarta temporada.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Supergirl aqui.

0 70 100 1
70%
Average Rating

Supergirl encerra a sua quarta temporada com um episódio forte e satisfatório, mas que não consegue redimir por completo as desgraças vistas anteriormente.

  • 70%

Comments