Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 7×21 – Living Proof

PODE CONTER SPOILERS DE ARROW!!!

Como já nos encontramos em Maio, já se sabe que o fim se avizinha para Arrow (literalmente, visto que a temporada final irá ser lançada ainda este ano). No entanto, a série continua a manter a sua regra de ouro de nos dar um penúltimo episódio que nos deixa água na boca para um épico confronto final. E Living Proof é prova dessa mesma qualidade.

Começando logo onde o episódio anterior nos deixou, Oliver (Stephen Amell) encontra-se num estado bastante grave, recorrendo a todos os meios para poder salvar-se a si mesmo e aos seus amigos, recebendo, inclusive, uma visita inesperada. Ao mesmo tempo, Felicity (Emily Bett Rickards) encontra-se a fugir tanto de Emiko (Sea Shimooka) como da SCPD. No futuro, os vigilantes tentam fazer tudo por tudo para impedir as forças da Galaxy One.

Arrow 7x21

É claro que não podíamos falar de Oliver sem termos de mencionar o guest star deste penúltimo episódio da temporada: Tommy Merlyn (Colin Donnell)! A série tem feito os possíveis para incluir o ator nas mais variadas formas possíveis, tornando-se quase um ritual a cada ano que passa. Já na temporada anterior, o ator teve direito ao seu regresso, mas o efeito deixou bastante a desejar. Já aqui, o personagem reaparece como um fragmento da imaginação de Oliver.

No entanto, Tommy não reaparece como um mero fantasma que tenta atormentar Oliver pelos seus erros do passado, mas sim dar-lhe a força necessária. Isso e também de servir de meta-comentador ao estado atual da série (nada me tira da cabeça que era isso que ele queria dizer sobre a repetição do ciclo vicioso de violência). Ainda assim, as interações entre Stephen AmellColin Donnell acabam por ser um dos destaques do episódio.

É uma pena, então, que o resto da equipa tenha ficado bastante aquém do desejado neste episódio, uma vez que se limitaram a tentar encontrar uma saída de um edifício à beira de rotura. Salva-se, claro, o arrependimento sentido de Roy Harper (Colton Haynes) por colocar todo o trabalho árduo da equipa em perigo e do pep talk de Dinah (Juliana Harkavy), porque de resto… Nada assim de impressionante.

Arrow 7x21Felizmente, o arco de Felicity acaba por ser um tanto ou quanto satisfatório. Por um lado, os episódios anteriores têm dado a ideia de que a personagem estaria pronta a trilhar o seu próprio caminho para além da Team Arrow e de deixar um legado mais risonho para a geração seguinte. Ao que tudo neste episódio indica, tal pode não ser possível, com os perigos constantes em que esta se encontrou neste episódio a semear a ideia de se isolar no mundo. Isto serve, claro, de ligação para os flashforwards que, apesar de continuarem a ser um exercício mental para os fãs, consegue arrecadar um ponto luminoso no lado mais torturado de Felicity.

Infelizmente, Emiko continua a ser o elo mais fraco desta temporada de Arrow. Anteriormente uma personagem com potencial, colocá-la como uma vilã irredimível acaba por ser a chaga impossível de nos vermos livres. Não no seu sentido de perigo mas, tal como tantos antagonistas antes dela, não ter sequer uma onça de carisma para termos a noção do perigo que esta representa.

Arrow segue rumo ao seu último season finale de sempre, e embora este episódio possa prometer um confronto entre a Team Arrow e a Ninth Circle (e os vigilantes e as forças da Galaxy One no futuro), são vários os elementos que deixam este episódio bastante a desejar.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Arrow aqui.

0 60 100 1
60%
Average Rating

Com o final mesmo à porta, Arrow prepara-se para uma despedida em grande para a temporada. No entanto, a persistência dos problemas do costume deixam um travo amargo numa temporada que, em comparação com a anterior, foi uma lufada de ar fresco.

  • 60%

Comments