Frame by Frame Legends of Tomorrow TV

Legends of Tomorrow – 4×13 – Egg MacGuffin

PODE CONTER SPOILERS DE LEGENDS OF TOMORROW!!!

Legends of Tomorrow obedece a um sistema semanal em que podemos encontrar, pelo menos, quatro narrativas a decorrerem ao mesmo tempo, por vezes com parelhas que costumam dar bons resultados. Egg MacGuffin é um desses casos em que “fórmula vencedora não se toca”.

Neste episódio, Sara (Caity Lotz) e Ava (Jes Macallan) tiram umas férias necessárias para terem um dia como casal; Ray (Brandon Routh) começa a mostrar alguns sinais bastante preocupantes; Nate (Nick Zano) e Zari (Tala Ashe) embarcam numa missão que pode (ou não) ter conotações românticas; e finalmente, Mick (Dominic Purcell) e Charlie (Maisie Richardson-Sellers) decidem lucrar com uma convenção sobre livros eróticos.

Legends of Tomorrow 4x13

Depois de terem protagonizado um dos momentos mais pesados da semana passada, eis que Legends of Tomorrow ganha a sabedoria de colocar Sara e Ava numa espécie de folga de viagens no tempo e apreender os Fugitivos para aproveitarem… o clube de leitura. Sim, é uma ideia parva, mesmo para os termos da série, mas não deixa de ser um pequeno vislumbre do tipo de vida que Sara e Ava poderiam seguir caso desistissem de tantas aventuras e tornassem-se domésticas. Mas é claro que as duas iriam deixar a leitura de fora assim que a situação assim o pedisse.

Falando em romance, o episódio desta semana fez avanços significativos na frente de Nate e Zari, que passaram semanas a andarem no will they, won’t they, o que até era doce, mas já começava a mostrar claros sinais de cansaço. Felizmente, o episódio resolveu essa questão, bem ao estilo de Raiders of the Lost Ark, com Nate e Zari a fazerem-se passar por Henry Jones Jr. e Marion Ravenwood respetivamente (juntamente com fatiotas a condizer). Este segmento não teria o mesmo impacto se tanto Zano como Ashe não tivessem uma clara química no ecrã, e este segmento não desiludiu nesse campo, mesmo quando a missão dá inevitavelmente para o torto. Ou seja, é mais um momento à la Legends of Tomorrow!

Legends of Tomorrow 4x13

Entretanto, o episódio também revisitou o mundo intelectual de Mick Rory. Inicialmente, podia-se ter pensado que o seu trabalho paralelo como Rebecca Silver podia ser apenas mais uma fonte de comédia, mas este segmento também ajudou a mostrar um lado mais sensível de um homem que nos acostumámos a ver como “rude” (se bem que também fonte de alguns dos comentários mais icónicos da série no seu todo). E esta semana, Legends of Tomorrow deu um passo significativamente em frente nessa vertente. Podia ter sido apenas mais um estratagema de Mick e Charlie de poderem obter dinheiro fácil sem recurso a roubos extravagantes, mas acabou por ser um momento importante para Mick, de aceitar esta sua vida como algo de importância. Por vezes esquecemos que existem várias dimensões em Mick, e Dominic Purcell esteve irrepreensível neste momento.

Quem menos se safou foi Brandon Routh. Estar perto de ser possuído por Neron não é exatamente algo que se avizinhe de bom, e fica mais do que claro que Ray Palmer pode ter encontrado um obstáculo à altura da sua postura goody two-shoes. Apesar dos esforços do ator, fica a ideia de que as cenas em que o vimos parcialmente possuído tiveram um resultado mais parvo do que propriamente assustador. E fica também aquele receio de, após tantos a mostrar um lado bem humorado com Ray, Routh não esteja propriamente à altura de nos mostrar um lado mais negro que o habitual. Resta esperar para ver o que daqui sairá.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Legends of Tomorrow aqui.

0 75 100 1
75%
Average Rating

Legends of Tomorrow volta a mostrar a sua mestria com o bom humor e romance, mas não descura do negrume da ameaça principal e do peso que esta representa.

  • 75%

Comments