Frame by Frame Game of Thrones TV

Game of Thrones – 8×03 – The Long Night

Game of Thrones 8x03

CONTÉM SPOILERS DE GAME OF THRONES!

A batalha mais antecipada do mundo chegou. Os cadáveres amontoam-se e Winterfell arde num misto de gelo com fogo. A verdade é dura e provavelmente foi um dos momentos mais agonizantes que passei até hoje. Durante 82 minutos, várias crises de ansiedade, algumas desilusões, algumas perdas importantes, mas tudo culmina naquela que será a batalha mais cara da televisão da História.

Game of Thrones está em guerra. O cansaço abate-se sobre os milhares de soldados que enfrentam o Inverno mais duro de que há memória. O espetáculo visual é absolutamente vertiginoso. Um trabalho que combina efeitos visuais com técnicas de combate em terreno esplendorosas. Há momentos para tudo… desde tensão, drama, e até uma pequena piada de Tyrion para acalmar ligeiramente os nervos. A imagem fica turva com frequência, os cadáveres continuam a amontoar-se e a ganhar vida. Guerreiros valentes defrontam o exército dos mortos e, inevitavelmente, tudo chega ao fim.

Game of Thrones 8x03

A batalha por Winterfell termina, tão rápido como começou. Uma hora e meia de puro terror e sofrimento que não deixo de reconhecer como um dos episódios mais épicos da série. No entanto, há certos aspetos que não resultaram tão bem, na minha humilde opinião. Vamos entrar em território de grande SPOILERS, portanto, caro leitor, salvaguarde-se.

Nenhuma morte surpreendente aqui. Aliás, a pilha de corpos passou muito aquém do que realmente merecia. Tememos por todos, mas despedimo-nos de muito poucos. Vemos Lyanna Mormont num grande momento badass e, sejamos sinceros, apesar da sua morte digna, careceu de momentum. Também nos despedimos de Jorah que lutou por amor até ao fim. Adeus também a Rhaegal que deixa o único irmão Drogon sozinho. Theon, valente guerreiro, também sucumbiu às forças de Night King. Melisandre aparece apenas para terminar o seu ciclo. Beric Dondarrion também se despede depois de tantas ressurreições. Mas… todos os outros… todos os outros sobreviveram. Incrivelmente e quase inexplicavelmente, Game of Thrones teve medo de nos chocar. Necessitávamos de mais sangue, de mais dor e mais perda.

Game of Thrones 8x03

Com isto não quero dizer que a série não tenha entregado exatamente o que pretendeu (isto para não falar da péssima qualidade da transmissão que quase se tornou impercetível na maioria das sequências), mas a verdade é que Game of Thrones perdeu o elemento da imprevisibilidade. Nenhuma das mortes é consequente para a narrativa. Todos os elementos principais permaneceram intactos e não deixo de sentir um pouco de desilusão. Ninguém gosta de ver as suas personagens favoritas perecer, mas a essência de Game of Thrones é essa e sente-se que a série está a perdê-la.

Apesar das forças do Night King terem sido derrotadas e do episódio ser extremamente nailbiting, o certo é que deixa um travo agridoce para o que prometia entregar. E o meu grande amor chamado Arya Stark tem o momento mais glorioso da História. Maisie Williams é a verdadeira rainha dos Sete Reinos e, com este incrível momento, o episódio encerrou da melhor maneira possível. Em termos de realização, Miguel Sapochnik não desilude, já que alia os melhores elementos de efeitos visuais com uma fotografia que nunca se esquece do tom certo a utilizar (ainda que muitas das cenas estejam demasiado escuras).

Portanto, mesmo que este episódio tenha carecido de mortes de quebrar o coração em dois, pelo menos podemos contar com Arya a ser a mvp de Westeros e com um festim visual que irá satisfazer a sede (e o sistema nervoso) de todos os fãs que acompanham a série.

Game of Thrones 8x03

Ainda assim, The Long Night chegou para provar que, o fim, nem sempre é o fim… apenas um novo capítulo à espera de ser escrito. Com a Grande Guerra terminada, vamos ver como se safam os vivos contra os vivos. Cersei Lannister, here we come!

Leiam o nosso Frame by Frame anterior de Game of Thrones aqui.

0 60 100 1
60%
Average Rating

A Grande Guerra chega a Winterfell e, embora seja um dos episódios visualmente mais cativantes da série, peca em não entregar as tão (in)desejadas mortes que tão esperávamos. Ainda assim, Maisie Williams entrega um dos momentos mais prazerosos da série até agora.

  • 60%

Comments