Cinema Críticas

Crítica: Avengers Endgame (2019)

Após os eventos de Avengers: Infinity War, o universo está a recuperar da situação que sofreu nas mãos de Thanos. Com a ajuda de aliados, os restantes Vingadores reúnem-se novamente para tentar desfazer as ações do Titan e restaurar a ordem.

Se já vos chegou que este filme está muito bom! Que cumpre tudo o que promete. Que é a recompensa que os fãs deste universo merecem por mais de 10 anos de dedicação, acreditem. Avengers Engame é tudo o que podíamos esperar e mais.

Não poderíamos fazer uma review extensa e detalhada porque, como já desconfiávamos, o filme é todo ele um spoiler. Os Russo Brothers chegaram a dizer que os trailers e imagens publicitárias eram apenas referentes aos primeiros 20 minutos do filme. É verdade!

Assim falemos vagamente do filme. Não podendo falar do que vimos, vamos falar do que sentimos. É realmente compensador! Todos nós temos as nossas esperanças e teorias em relação ao que acontece às nossas personagens. Podemos garantir que mesmo não acontecendo o que idealizamos, o sentido do que acontece e a importância estão lá. Pode não ser o que queríamos mas o que sabíamos que faria sentido acontecer. Isso garante que saímos do cinema com a sensação de missão cumprida.

Há repercussões de Infinity War, o estrago que foi feito mantém as suas consequências. Os nossos heróis estão a sofrer com isso e levam o seu tempo a reagir ao sucedido. Alguns até de formas que nunca iríamos sequer imaginar. Mas mostra sobretudo que estas personagens são humanas e que a forma de perder uma batalha não se resume a levar uns socos.

É um filme da Marvel, há humor! Mais até do que poderíamos pensar que haveria neste capítulo, neste filme que se previa mais negro e intenso que o anteriores. Esse é o aspecto em que Avengers Endgame toma mais riscos. Ele existe, alivia o ambiente de tensão mas esteve algumas vezes no risco de tocar o limite do ridículo. Mas essas decisões no fim revelaram o seu sentido. É um caso de estranha-se mas depois entranha-se. No momento em que algo acontece podemos estranhar mas no decorrer das situações apercebemo-nos que fazia sentido ser assim e com quem tinha capacidade para esse risco.

Uma dos pontos fortes dos filmes do MCU até ao momento é o facto de poderem ser vistos por fãs e não fãs. Quem é fã perceberá as referências de outros filmes do universo, mas quem não é também consegue acompanhar a história. Não é o caso de Endgame. Este é feito claramente para os fãs, esta repleto de referências e recompensas de quem acompanhou e conhece bem todos os filmes e super heróis. E dá a oportunidade a todos elementos integrantes do filme de terem um papel importante. Ninguém, mas mesmo ninguém é ofuscado ou menosprezado.

É claro que os Russo Brothers são antes de tudo fãs deste material. Realmente eles pretendem surpreender os fãs com acontecimentos que eles não estariam a espera. Essa impressibilidade é que dá valor a visualização do filme. Mas há momentos em que saber o que irá acontecer é uma coisa boa. E estes realizadores percebem claramente isso. Os fãs querem ser surpreendidos mas há coisas que estão à espera e querem ver. E eles não desapontam. Lá está, dão nos o que queremos e mais! Certos momentos e sequências, mesmo que pudessemos descrever, não conseguiríamos. Não ter palavras é mesmo o que melhor se aplica.

Avengers Endgame, está perto de ser perfeito. Tem alguns pequenos senãos, mas algo tão pouco notório no meio da imensidão do incrível que é o produto final no seu todo. É com certeza dos melhores filmes do género de todos os tempos, se não o melhor. E vai ficar marcado na história como tal.

Título Original: Avengers Endgame

Título: Vingadores Endgame

Realização: Anthony Russo e Joe Russo

Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Brie Larson, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Paul Rudd, Jeremy RennerKaren Gillan, Josh Brolin e outros.

Trailer | Avengers Endgame

Comments