Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 7×19 – Spartan

Arrow 7x19

PODE CONTER SPOILERS DE ARROW!!!

Um dos grandes problemas de Arrow reside na necessidade estranha de incluir muitas mais caras num grupo principal. E a série já tem provado, em várias instâncias, que, aparte de Oliver Queen (Stephen Amell), não são muitos os que conseguem manter um nível de interesse ou consistência. Um deles é John Diggle (David Ramsey), que parece que não tem nada de inovador para incluir. Spartan está longe de conseguir melhorar esse problema, mas nota-se que faz o seu esforço.

Com a Team Arrow em busca de novas pistas sobre os planos da Ninth Circle, John vê-se obrigado a pedir ajuda ao General Roy Stewart (Ernie Hudson), que, por coincidência, é o padrasto dele! Entretanto, Alena (Kacey Rohl) faz uma proposta a Felicity (Emily Bett Rickards). Na saga dos flashforwards, Mia (Katherine McNamara) e Connor (Joseph David-Jones) procuram por um pedaço de tecnologia que se encontra nas mãos de um gangue local, os Deathstrokes, que possuem também uma ligação com os Diggles.

Arrow 7x18

Como já é mais que certo e sabido, John Diggle está longe de ser uma personagem carismática por direito, e este episódio não consegue alcançar essa fasquia e reinventar o personagem. Dito isto, a inclusão de Ernie Hudson como a figura paternal de John acaba por colocar uma nova luz a um personagem que pensávamos conhecer bem nesta reta final da série. Embora David Ramsey tenha sido a figura central em muitos conflitos (e muitos deles tiveram um sabor agridoce), este episódio acaba por ter um showcase do que o ator é capaz de fazer consoante o material que tem em mãos.

Mesme este pequeno detour faria parte da temática geral da Ninth Circle de uma forma que quase parece coincidência. Infelizmente, parece que Arrow não tem pressa de reinventar a fórmula que foi estabelecida: vilões procuram uma coisa; Team Arrow enfrenta. Spartan não deixa esta fórmula que, embora nos dê sequências de ação bem ao nível do que a série nos proporcionou até agora, simplesmente parecem mais do mesmo. O mesmo se aplica ao power struggle que encerra o episódio, que tem tanto de sinistro como de aterrorizante (neste último no sentido de “será que os guionistas sabem o que estão a fazer?”.

Arrow 7x19

Também é uma grande surpresa de que Emily Bett Rickards, que se apresentou a Arrow como Felicity Smoak desde os tempos longínquos da primeira temporada, está de saída da série no final desta temporada. E só agora é que os guionistas decidiram que está na hora de plantar as sementes que a farão ir embora de vez da série. E a julgar pelo o que foi visto, não é difícil de ver as suas razões. A série tem atacado a questão sobre o legado que deixaremos para a geração seguinte, e as escolhas de Felicity enquadram nessa mesma mentalidade. Se bem que, dado o estado lastimável do futuro, as suas intenções e ações poderão acabar por ser redundantes.

Falando no futuro, os flashforwards acabaram por pecar novamente, muito por não terem dado um avanço significativo para a série. No entanto, acaba por ser uma espécie de sessão de esclarecimento do passado de Connor como filho adotivo de John. E esses mesmos relatos também conseguem tecer o possível destino negro que um personagem da era moderna irá sofrer. E esse mesmo esclarecimento acaba por servir de aproximação entre Connor e Mia.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Arrow aqui.

0 74 100 1
74%
Average Rating

Apesar de alguns fracassos aqui e acolá, este episódio de Arrow acaba por triunfar por explorar o passado de dois membros dos Diggles.

  • 74%

Comments