Frame by Frame The Flash TV

The Flash – 5×18 – Godspeed

The Flash 5x18

PODE CONTER SPOILERS DE THE FLASH!!!

Quando The Flash entrou para a sua já habitual pausa de Primavera (antes de chegar ao fim da temporada), a série deixou-nos com a verdade sobre Nora (Jessica Parker Kennedy) a vir ao de cima e, claro está, as reações não foram propriamente das melhores. Pois bem, a série está de regresso para a sua fornalha final de episódios desta quinta temporada.

Mesmo com a verdade ao de cima, a equipa ainda não sabe decidir se deverá continuar a confiar em Nora ou não. Por isso, com o diário da jovem em mão, estes propõem-se a ler passagens do documento e, assim, preencher algumas lacunas.

The Flash 5x18

Embora tenhamos algum contacto com os membros da Team Flash atual, a verdade é que estes estiveram em segundo plano; isto porque a totalidade do episódio pertenceu a Jessica Parker Kennedy e à sua Nora West-Allen. O episódio não passou de um gigantesco flashback que elucida o passado de Nora antes da descoberta dos seus poderes.

Tivemos direito a uma visão sobre a sua vida profissional como CSI e pessoal, seja pelas suas interações com Lia (Kathryn Gallagher), a sua parceira de trabalho/melhor amiga e que serve como uma espécie de “mistura” dos melhores elementos da Team Flash (como o bom humor de Cisco, o conhecimento científico de Caitlin ou a sabedoria de Joe), ou pela sua relação complicada com a sua mãe, Iris (Candice Patton). Apesar disto tudo, existe um certo nível de tragédia no que toca à história de Nora, especialmente considerando que é uma meta-humana que cresceu sem uma figura paternal. São momentos simples que a atriz conseguiu vender com um certo nível de veracidade.

The Flash 5x18

Outro elemento vencedor do episódio foi Tom Cavanagh. Quer gostemos ou odiemos o ator, a verdade é que este consegue surpreender mais como Eobard Thawne do que outras versões cada vez mais cartoonescas de Harrison Wells. O episódio depressa mostra Thawne como um ser derrotado e resignado ao seu destino cruel que lhe está reservado, encontrando em Nora uma espécie de redenção. Isto não significa que o vilão não tenha os seus planos que nem Nora está a par de, mas não deixa de ser uma mudança curiosa na pessoa que mais atormentou Barry Allen durante a sua carreira como herói.

Infelizmente, o elemento que dá o título a este episódio de The Flash acaba por ser o elemento mais fraco. Para ser franco, estava surpreendido quando foi anunciado que Godspeed, um vilão bastante recente das bandas desenhadas, viria a ter uma presença na série. E isto sem mencionar que BD Wong (que os fãs da DC conhecem melhor por ser a versão live-action de Hugo Strange na série Gotham). Portanto, as expectativas estavam praticamente em alta para a chegada do vilão. Infelizmente, Godspeed volta a servir de exemplo de os guionistas não saberem aproveitar o source material da melhor forma possível, revelando-nos mais um velocista sem nada de inovador para incluir para a trama principal. A menos que, do nada, se apresente como um antagonista do futuro para a Team Flash lidar na próxima temporada. Mas até isso acontecer, a sua presença esteve praticamente a mais.

Podem ler o Frame By Frame anterior de The Flash aqui.

0 74 100 1
74%
Average Rating

Danielle Panabaker estreia-se na realização deste episódio de The Flash que, embora imperfeito, acaba por contextualizar as ações controversas de uma das personagens-chave da temporada.

  • 74%

Comments