Frame by Frame Star Trek: Discovery TV

Star Trek: Discovery – 2×13 – Such Sweet Sorrow

Star Trek: Discovery 2x13

PODE CONTER SPOILERS DE STAR TREK: DISCOVERY!!!

Não é exatamente uma novidade que Star Trek: Discovery está mesmo perto de encerrar a sua segunda temporada (em muitos aspetos, superior à sua antecessora). E enquanto os episódios anteriores não tenham dado exatamente muitas dicas, este episódio acaba por servir de wrap up de alguns temas em aberto, e preparar para um final em grande.

Agora com a preciosa ajuda da USS Enterprise, a tripulação prepara-se para a mandar para os ares e, assim, impedir que o Controlo tome os dados que lhe permitirão evoluir. No entanto, quando esse mesmo plano corre mal, Michael (Sonequa Martin-Green) conclui que só existe uma maneira possível, o que implica uma viagem só de ida.

Star Trek: Discovery 2x13

Primeiro de tudo, tenho de ressaltar que esta temporada tem feito algumas ligações com os Short Treks que têm vindo a ser lançados meses antes do lançamento desta segunda temporada, com ligações diretas com The Brightest StarCalypso a servir mais como foreshadowing. Este episódio teve uma pequena ligação com Runaway, especificamente com o regresso de Yadira Guevara-Prip como Me Hani Ika Hali Ka Po (ou simplesmente Po), e de certa forma este regresso trouxe novos conceitos dentro do universo da ficção científica e também um certo nível de humor.

No entanto, este pequeno momento em nada se compara com o resto do episódio. Com o fim mesmo perto de tomar lugar, torna-se já habitual que se comece a fazer os últimos preparativos para um final em grande. Tudo o que o episódio nos proporcionou foi exatamente o que se prontificou a fazer: executar as inevitáveis despedidas antes de um grande conflito que coloca o futuro da Humanidade em jogo.

Star Trek: Discovery 2x13

E ninguém encapsulou essa mesma despedida do que Sonequa Martin-Green. A atriz tem estado no topo da sua forma em episódios mais recentes, e Such Sweet Sorrow não foi exceção. A sua escolha tem tanto de lógico como de devastador, e Martin-Green consegue mostrar esse lado mais emocional. Claro que teríamos de referir o efeito que daí resultou, com uma grande porção da tripulação da Discovery a efetuar uma escolha nobre e comovente.

Comovente também foi a despedida de Christopher Pike (Anson Mount). É inevitável que o voltaremos a ver no season finale, mas o episódio serviu o propósito de Pike descartar as suas funções como Capitão da nave e regressar para o destino que lhe está traçado de forma trágica. Ainda assim, Mount foi uma das claras melhorias que Star Trek: Discovery teve na transição entre as temporadas, e o seu personagem teve direito a uma despedida digna que não deixará os fãs indiferentes.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Star Trek: Discovery aqui.

0 76 100 1
76%
Average Rating

Apesar de contar com bastante exposição e emoção, o penúltimo episódio desta temporada de Star Trek: Discovery cumpre com os seus objetivos.

  • 76%

Comments