Frame by Frame Star Trek: Discovery TV

Star Trek: Discovery – 2×11 – Perpetual Infinity

PODE CONTER SPOILERS DE STAR TREK: DISCOVERY!!!

O episódio anterior de Star Trek: Discovery pode ter sido uma grande desilusão (muito por ter apostado mais na exposição gratuita) e apesar de este episódio continuar com essa tendência, tem consigo uma grande fonte de drama para contrabalançar esta exposição: a presença de Gabrielle Burnham (Sonja Sohn), também conhecida como a mãe de Michael (Sonequa Martin-Green), também conhecida como o Anjo Vermelho.

Com este regresso inesperado, Michael vê aqui uma oportunidade rara para responder a questões por fazer. No entanto, as coisas não correm conforme o esperado. Ao mesmo tempo, Ash (Shazad Latif) e Georgiou (Michelle Yeoh) começam a ter algumas suspeitas quando Leland (Alan Van Sprang) começa a agir de forma completamente diferente do habitual.

Star Trek: Discovery 2x11

Este não foi um episódio fácil de observar e descrever. E muita dessa dificuldade provém da presença da Doutora Burnham. O episódio dá-nos uma oportunidade para vermos os eventos que fraturaram esta família de cientistas através de uma série de flashbacks que preenchem algumas lacunas e respondem a algumas séries questões. E na sua maiorias, os resultados são bastantes satisfatórios.

No entanto, grande parte do foco encontra-se no presente, e este Burnham não é a mesma que se encontra nos registos de missões. Estamos perante uma mulher concentrada na sua missão geral, disposta a tudo para impedir a evolução do Controlo (um pouco mais à frente sobre isso). Uma tarefa árdua que Sohn (mais conhecida pela sua estadia na série The Wire) consegue cumprir de forma bastante competente.

Star Trek: Discovery 2x11

As interações da personagem com outros membros da tripulação da Discovery e, até certo grau, da Section 31 trazem alguns bons momentos, mas fica mais do que patente que, de qualquer outra pessoa, seria Michael que seria bastante afetada. Sonequa Martin-Green é a clara protagonista da série, e o episódio anterior mostrou que a atriz consegue fazer bastante consoante o material que tem em mãos. As reações de Michael foram alguns dos elementos mais impressionantes do episódio anterior, ilustrando as capacidades de Martin-Green como atriz, e Perpetual Infinity dá seguimento a essa tendência através das suas interações comoventes com Sonja Sohn.

Star Trek: Discovery 2x11

Ainda que Sohn nos tenha agraciado com a sua presença, Star Trek: Discovery não se esqueceu por completo de algumas das questões pendentes da temporada, nomeadamente o caso da ascensão do Controlo através de Leland. Alan Van Sprang mostra aqui um lado diferente do capitão da Section 31, o que despoleta a atenção tanto de Ash como de Georgiou. Neste processo, os amantes da vertente de ação da série certamente ficarão agradados, servindo de justaposição a imensa emoção ou mesmo à exposição de soluções baseadas em conceitos científicos.

Star Trek: Discovery continua a evoluir pela positiva, com este Perpetual Infinity a ser um dos melhores exemplos do que a série consegue fazer. Resta ver se a mesmo conseguirá manter o nível de qualidade e ritmo, considerando que, sem contar com este episódio, já só faltam 3 episódios para o encerrar da temporada.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Star Trek: Discovery aqui.

0 80 100 1
80%
Average Rating

Star Trek: Discovery continua a sua rota em frente para ser uma das melhores temporadas do ano. E ter Sonja Sohn como atriz convidada certamente ajudará.

  • 80%

Comments