Cinema Críticas

Crítica: Dumbo (2019)

Dumbo Crítica de Cinema

Tim Burton, aquele realizador visionário, um mestre do cenário, um poeta da natureza, um artista do visual. É aquele nome que automaticamente nos chama para vermos o que de novo surge da sua tresloucada mente. Sabemos de antemão que este não é um realizador linear e as suas mais recentes obras comprovam isso. Ricas em visual, mas frágeis em história. E, agora, a sua visão de Dumbo foi o seu mais recente fracasso.

E que santo fracasso! Dumbo é provavelmente o pior filme de Tim Burton. Um que, definitivamente, não assenta de forma alguma no seu esplendor visual; na sua tendência para o espampanante e para a magia que insiste em incutir nas suas obras. Aliás, Dumbo é um filme impróprio para qualquer geração. Um live-action oco, sem carisma e preguiçoso. Um que se deixa levar pelas ambições e se arruína como uma erupção de um vulcão.

Dumbo Crítica de Cinema

Um circo ambulante recebe um novo membro: um adorável elefante com umas orelhas invulgarmente longas e compridas que, graças aos jovens filhos do treinador de cavalos, descobre um talento inacreditável: voar. Baseado no filme animado de 1941, Dumbo seria provavelmente um dos mais difíceis live-actions da Disney já que culmina numa história pouco convencional e de forte conteúdo animal e sátira profunda à exploração animal em contexto circense. É uma animação que, desde já, é capaz de chocar alguns dos mais novos porque coloca o pequeno elefante em situações delicadas e de forte teor dramático.

E eis que a Disney não soube esperar pelo timing correto e utilizou um realizador demasiado excêntrico para um filme que necessitaria de mais simplicidade e mestria em dominar a tecnologia digital. Com um elenco invejável, Dumbo é um filme pomposo que deturpa totalmente a mensagem e objetivo do seu original. Foca-se nos seres humanos como veículo da história quando deveria ter respeitado o material de origem e torna-los como adorno da temática e não o “centro das atenções”. Os diálogos são terríveis, saídos de um livrete de piadas de mau gosto e, pior do que tudo, as personagens são totalmente caricaturais, sem dimensão dramática, subservientes de uma necessidade extrema de estrelato. A futilidade do circo é nítida na câmara de Burton, mas o filme nunca traz uma mensagem coerente, nem define uma posição firme à medida que se vai desenrolando.

Dumbo Crítica de Cinema

É incrível como Colin Farrell, Danny DeVito, Eva Green, Michael Keaton e Alan Arkin compõem uma narrativa tão inconstante e tão desprovida de sentido. O filme é literalmente um exercício de show-off de Burton, cuja ostentação visual não se enquadra minimamente no contexto. Se a mensagem de Dumbo, de 1941, era clara, aqui, deixou de o ser. Aliás, o filme vai-se anulando à medida que avança na “história”. Se pensávamos que o exagero tinha atingido o seu limite, enganem-se porque ainda há mais exageros para ilustrar.

Ainda que a banda sonora de Danny Elfman seja agradável e o elefante seja, de facto, adorável, Dumbo é a experiência mais desastrosa da carreira de Burton até agora. Um live-action que manipula a sua ideologia de terminar com a exploração animal em circos e a “empurra” para o seu final sem coesão. É, inclusive, insultuosa a maneira como utilizam essa mensagem mesmo nos momentos finais, enquanto durante todo o filme usam e abusam de um elefante bebé para proveito próprio. Portanto, senhor Burton, esta “bodega” (sim, peço desculpa pelas palavras) é inadmissível e, cara Disney, vamos começar a fazer as coisas com calma e cabeça porque, assim, não vale a pena continuar com os live-actions. Agora o receio paira sobre Aladdin e The Lion King que poderão seguir o mesmo destino… esperemos que não. E a esperança é a última a morrer.

Dumbo Crítica de Cinema

Uma mancha perpétua no currículo de Tim Burton, de todos os atores, e da empresa multibilionária Disney, senhoras e senhores, um forte aplauso para o pior filme do ano: DUMBO! (*Inserir emojis de palmas*)

Leiam outras Críticas aqui.

Título: Dumbo

Título Original: Dumbo

Realização: Tim Burton

Elenco: Colin Farrell, Eva Green, Danny DeVito, Michael Keaton, Alan Arkin, Nico Parker, Finley Hobbins.

Duração: 112 min.

Trailer | Dumbo

Comments