Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 7×17 – Inheritance

Arrow 7x17

PODE CONTER SPOILERS DE ARROW!!!

A inclusão de Emiko (Sea Shimooka) nesta segunda parte da sétima temporada de Arrow tem-se revelado como uma pequena desilusão. Apesar de esta ter proporcionado alguns bons momentos, a verdade é que a personagem não tem demonstrado aquele nível de carisma ou importância para a vermos de uma forma regular. As coisas começaram a mudar assim que a sua misteriosa relação com Dante (Adrian Paul) foi revelada. Inheritance ajudou a preencher algumas dessas lacunas, ao mesmo tempo que nos prepara para os episódios finais desta penúltima temporada.

Neste episódio, Laurel (Katie Cassidy) partilha as suas suspeitas com Oliver (Stephen Amell), o que o leva a investigar a sua meia-irmã. Ao mesmo tempo, Felicity (Emily Bett Rickards) recruta uma velha amiga para a ajudar com o seu novo programa de vigilância, ARCHER.

Arrow 7x17

Ainda é bastante cedo para sabermos que tipo de vilão Dante pode-se revelar durante o resto da temporada, mas este episódio ajuda-nos a tecer uma melhor perspetiva. Não é possível compará-lo com os outros vilões que foram habitando a série entretanto, muito porque Dante consegue ser bastante distinto. Desta feita, estamos perante um criador de armas sofisticado e carismático, sem cair nos velhos estereótipos já habituais da série.

No entanto, a maior fatia que o comprova pode ser encontrada no regresso dos flashbacks, que mostram o passado complicado de Emiko, tal como o seu primeiro contacto – e depois contínuo – com Dante. Apesar desta relação entre mentor e aprendiz ter tomado uma boa porção, este segmento ajudou a mostrar a origem da relação complicada entre Emiko e os Queen, elemento esse que transitou para a era moderna, servindo de justificação para a atitude hostil da jovem.

Arrow 7x17

O que torna o twist ainda mais acutilante de se ver. Vermos Emiko a interagir com os vários membros da Team Arrow podia até ser um desejo para os fãs da banda desenhada, mas assim que a reviravolta toma lugar, não ficamos imediatamente surpreendidos, mas também não ficamos sem reação, com a vida de Oliver sofrer uma nova complicação para a sua “telenovela”.

Além da concentração em Emiko e Dante, o episódio ainda teve direito a dois subplots, ambos com os seus momentos distintos. Para começar, o regresso de Kacey Rohl não era exatamente uma surpresa, mas sempre deu para dar um pouco mais de vida a uma narrativa que simplesmente podia estar mais trabalhado. Mas em retrospetiva, acaba por tecer algumas linhas que servirão de ligação com o que sabemos que irá acontecer no futuro (e caso não se recordem, o futuro é um verdadeiro poço de pessimismo).

Mas mesmo esta narrativa supera a de Laurel, que vê a sua nova vida em teste quando o seu passado como Black Siren volta a bater à porta. Esta narrativa não recebe a atenção devida, nem está repleta de momentos chocantes, servindo apenas como outro low point na vida de Laurel. Mesmo a tempo, considerando que o episódio seguinte – que só virá ao ar em Abril – será centrado nela e nas outras Canários.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Arrow aqui.

0 76 100 1
76%
Average Rating

A história oculta de Emiko e Dante recebe toda a atenção neste episódio de Arrow, ainda que possua bastantes momentos que podiam ter sido bem melhorados.

  • 76%

Comments