Frame by Frame Star Trek: Discovery TV

Star Trek: Discovery – 2×07 – Light and Shadows

PODE CONTER SPOILERS DE STAR TREK: DISCOVERY!!!

Como já deverão ter reparado, a sombra de Spock pairou durante uma boa porção desta temporada de Star Trek: Discovery. Episódio após episódio, a série foi-nos dando algumas pistas sobre a sua situação delicada, mas na maioria das vezes, estas mesmas dicas deram para becos sem qualquer saída. Pois bem, Light and Shadows FINALMENTE dá-nos o paradeiro do icónico comandante da USS Enterprise, se bem que não foi bem o que estávamos à espera.

Neste episódio, Michael (Sonequa Martin-Green) viaja para Vulcano em busca de respostas sobre Spock; no entanto, o que ela encontra são vários segredos sobre a sua situação familiar. Ao mesmo tempo, a tripulação da USS Discovery ficou para trás em órbita de Kaminar para investir vestígios temporais deixados pelo Anjo Vermelho.

Star Trek: Discovery 2x07

Spock tem sido uma marca de água durante uma boa porção durante esta temporada. E este episódio serviu como a estreia mais concreta de Ethan Peck como o icónico Vulcano. No entanto, os resultados finais acabam por ficar um bocado aquém do esperado. Por um lado, Spock e Vulcano serviram de pretexto ideal para tentar colocar a dinâmica familiar numa nova luz. E acreditem, o episódio teve material mais do que suficiente para se tornar envolvente, desde a relação estranha entre Amanda (Mia Kirshner) e Sarek (James Frain) até a uma revelação chocante sobre Spock (especialmente considerando que a série se encontra fincada no cânone original).

No entanto, é o próprio Spock que acaba por desiludir, que se limitou a balbuciar palavras sem nexo para serem analisadas mais à frente no episódio (e que dá início ao que o próximo episódio nos reserva). Já para não falar da inclusão forçada da Section 31. Já sabemos de antemão que teremos uma série específica desta unidade de black ops da Federação (e Michelle Yeoh continua a ser uma badass em todas as cenas em que dá o ar de sua graça), mas fica a ideia de que esta unidade já se faz sentir a mais dentro do panorama de Star Trek: Discovery. O facto de Leland (Alan Van Sprang) continuar a marcar presença em várias cenas durante o episódio só veio deixar um travo ainda mais amargo na boca.

Star Trek: Discovery 2x07

Nem mesmo o subplot esteve propriamente na melhor das situações. Star Trek e perturbações temporais é um casamento que trouxeram resultados francamente positivos no passado (Discovery inclusive, na primeira temporada), já para não falar de sermos presenteados com novos conceitos que assentam que nem uma luva nos conceitos científicos da série. Um dos maiores destaque desta narrativa secundária reside na relação entre Pike (Anson Mount) e Ash (Shazad Latif), que sofreu claros desenvolvimento durante a sua aventura em busca de respostas sobre a distorção temporal. Apesar disto tudo, nem tudo nesta narrativa não funciona como deve ser, tal como o fator novidade ou originalidade. Já para não falar que o único oponente concreto do episódio foi um pedaço de tecnologia sem qualquer espécie de personalidade. Felizmente, parece que esta é mais uma ameaça que irá perdurar durante os próximos episódios da série. Resta esperar para ver como o mistério do Anjo Vermelho se irá desenrolar daqui para a frente. Ou se Spock começará a recompor-se e vermos o que Peck é capaz de fazer.

Podem ler o nosso Frame By Frame anterior de Star Trek: Discovery aqui.

0 64 100 1
64%
Average Rating

Embora este episódio de Star Trek: Discovery consiga conceder-nos algumas respostas a alguns mistérios em aberto, ainda existem infinitas questões por responder.

  • 64%

Comments