Cinema Críticas

Crítica: Män som hatar kvinnor (2009)

Män som hatar kvinnor Crítica de cinema

O filme Män som hatar kvinnor conta a história do jornalista Mikael Blomkvist, que está em um momento complicado de sua vida e é chamado para revolver um mistério de décadas que existe na família do magnata Henrik Vanger. Paralelamente, mostra a história de Lisbeth Salander, uma hacker com um passado doloroso e um presente não muito melhor, que inicialmente é contratada para investigar o jornalista citado e depois acaba se juntando ao mesmo.

Esse filme foi a primeira adaptação da trilogia de livros Millennium, dirigida por Niels Arden Oplev. Encontramos mistério, drama e suspense na medida certa, e atuações convincentes, principalmente no que diz respeito à atriz Noomi Rapace, que interpreta Lisbeth Salander, que tem cenas difíceis mas mesmo assim não decepciona. O filme, apesar de ter um ritmo mais calmo que os do gênero, não perde tempo com dramas desnecessários e não enrola para desenvolver a trama principal, sendo assim objetivo e direto.

A única coisa que incomoda no roteiro talvez seja a forma rápida demais com que a relação entre a personagem Lisbeth e o jornalista Mikael Blomkvist se desenvolve em primeiro plano, tendo em conta os acontecimentos prévios sofridos por Lisbeth.

A fotografia e a trilha não são as mais sofisticadas, mas se encaixam bem na proposta do filme, desde a trilha que aparece e desaparece em momentos chaves e a fotografia das paisagens gélidas e das cenas escuras e calmas da trama, ambos contribuem, assim, para o clima de suspense.

Houve em 2011 um remake hollywoodiano desta obra; porém, o mesmo, apesar de não ser por si só um filme ruim, não consegue ter o mesmo nível de qualidade de seu original, o que acontece na maioria das vezes em que os americanos tentam refazer uma obra de origem europeia.

Titulo Original: Män Som Hatar Kvinnor

Titulo: Os Homens que não Amavam as Mulheres

Direção: Niels Arden Oplev

Elenco: Michael NyqvistNoomi RapaceEwa Fröling

Duração: 152 minutos

Trailer | Män som hatar kvinnor

Para ver a critica do remake The Girl with the Dragon Tattoo de 2011, clique aqui.

Comments