Arrow Frame by Frame TV

Arrow – 7×11 – Past Sins

PODE CONTER SPOILERS DE ARROW!!!

Já ficou bem patente que Arrow voltou recentemente à velha qualidade a que nos habituámos no passado. Ou seja, o típico teen soap sem muita ponta por onde se pegar. O episódio desta semana não é exceção, mesmo com David Ramsey – que interpreta o John Diggle na série – na cadeira de realizador.

Após uma entrevista pessoal para o Canal 52, Oliver (Stephen Amell) e Laurel (Katie Cassidy) começam a ser atormentados por pessoas com ligações aos seus respetivos passados. Na A.R.G.U.S., Diggle e Lyla (Audrey Marie Anderson) preparam-se para avançar com a Ghost Initiative, para o grande desagrado de Curtis (Echo Kellum).

Arrow 7x11

O episódio anterior encerrou com um cliffhanger interessante: com Oliver a ter o seu primeiro frente-a-frente com a sua meia-irmã, Emiko (Sea Shimooka), uma reunião com demasiado potencial para ser ignorado. Infelizmente, foi exatamente isso que Past Sins conseguiu cumprir: pura e simplesmente descartou este encontro e renegou-o para segundo plano, sem qualquer espaço para ser desenvolvido.

Em vez disso, Oliver teve de lidar com um homem que mantém a cidade refém das suas ameaças a menos que o ex-justiceiro se despeça da SCPD. Este homem em questão é uma faca de dois gumes. Por um lado, cumpre com os arquétipos já habituais do típico “vilão da semana”; por outro, a sua surpreendente ligação com o passado de Oliver ajuda a que o protagonista reavalie a sua abordagem à maior transparência. Uma tarefa que, aqui, é cumprida com sucesso (inclusive com um bónus inesperado), mas que volta a tocar nos pontos assentes a que Arrow já nos habituou durante estes anos todos.

Mas se Oliver triunfa no referente ao seu passado, já Laurel não demonstra a mesma sorte. Durante anos que os escritores da série têm tentado encontrar uma maneira de fazer com que a personagem funcione, mesmo com o uso e abuso das narrativas de pseudo-redenção. Ainda que esta temporada esteja finalmente a dar um rumo concreto para a personagem, a abordagem a esta história deixou bastante a desejar. Certamente deu umas dicas para o episódio concentrado nas personagens femininas mais à frente, mas o passado de Laurel tem tudo de cliché imaginável.

Arrow 7x11

Arrow pode ser muitas coisas, mas nunca foi uma série que consiga subverter as nossas próprias expectativas. Posto isto, Past Sins consegue exatamente isso, especialmente com a implementação da Ghost Initiative. O que vemos neste segmento podia ser do mais familiar ou previsível consoante o que vai ocorrendo [e mesmo o line-up, que consiste em Ricardo Diaz (Kirk Acevedo), Kane Wolfman (Liam Hall), Carrie Cutter (Amy Gumenick) e China White (Kelly Hu) deixa bastante a desejar]. Este segmento conta com os ingredientes típicos desta série de ação, inclusive uma morte… Até que a série joga contra as nossas próprias expectativas e atira-nos com um plot twist que tem tanto de estranho como de repentino ou sem sabor (dependendo dos pontos de vista). Agora resta ver se este subplot da Ghost Initiative conseguirá manter-se ao mesmo nível durante o resto da temporada.

Podem ler o Frame By Frame anterior de Arrow aqui.

0 60 100 1
60%
Average Rating

Apesar de alguns momentos melhor trabalhados, este episódio de Arrow volta a cair nos velhos erros do passado. Irónico, considerando que os pecados do passado estiveram no centro deste episódio.

  • 60%

Comments